Ministério Público terá redução de R$ 61 milhões no orçamento 2014

Procurador-geral de Justiça, Rinaldo Reis, foi entrevistado pelo jornalista Diógenes Dantas, no programa RN Acontece da Band.

Marília Rocha,
Gerlane Lima / Nominuto

O corte no orçamento dos valores repassados pelo Governo do Estado aos poderes legislativo e judiciário em 2014 será maior do que o imaginado. O Ministério Público previa um orçamento total de R$ 289 milhões que será reduzido para R$ 227,5 milhões, resultando numa diferença de R$ 61,5 milhões.

A informação foi comentada pelo procurador-geral de Justiça no RN, Rinaldo Reis em entrevista ao jornalista Diógenes Dantas, no RN Acontece da Band nesta quinta-feira (19). “O Governo do Estado até hoje não revelou o tamanho do corte, nem a metodologia usada para definir o corte de R$ 600 milhões de reais e os índices de frustração de receita”, contou o procurador.

O cálculo mal explicado pelo Governo do Estado também foi comentado pelo procurador que detalhou a queda dos investimentos. “O governo projeta investimento de 8% para o próximo ano e em paralelo, a diminuição do orçamento de 6,5%, ou seja, o Estado vai ter aumento na arrecadação como um todo, mas os poderes terão diminuição de 6,5%”, contou.

Durante a entrevista, o jornalista Diógenes Dantas levantou a questão de que os servidores do Ministério Público do Rio Grande do Norte podem ter salários mais altos do que os de outros estados. Em resposta, o promotor Rinaldo Reis comentou. “Em termos de proventos, estamos nivelados e obedecendo a percentuais do Supremo. Os nossos servidores tem a média mais baixa do que os servidores de outros estados”, defende Rinaldo.

O procurador-geral de Justiça disse ainda que a estrutura da instituição é “enxuta” e que não há desperdícios. “Temos instalações modestas, que precisam de reparos precisamos de melhoramento”, contou.

Confira entrevista:

Tags: mp procurador geral de justica rinaldo reis
A+ A-