TSE mantém mandato de Beto Rosado, mas mérito ainda será analisado

Julgamento virtual foi finalizado na noite dessa quinta-feira e acórdão ainda será publicado.

Da redação,
Divulgação
Com a manutenção da liminar, Beto Rosado continua exercendo o mandato, enquanto o mérito não for julgado.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) confirmou, por unanimidade, a liminar da coligação “100% RN”, que pedia a manutenção do mandato do deputado federal Beto Rosado (PP), em função de decisão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), de 22 de janeiro, que anulava os 8.990 dados a Kericlis Alves Ribeiro, somados à coligação nas eleições de 2018.

A liminar em mandado de segurança ajuizado por Beto Rosado havia sido concedida pelo relator, ministro Luís Felipe Salomão, em decisão monocrática, no dia 7 de fevereiro. Segundo entendimento do ministro, “há ilegalidade na anulação dos votos conferidos ao candidato Kericlis Alves Ribeiro – do PDT, o “Kerinho” – e prejuízo para a aliança impetrante no novo cálculo dos quocientes eleitoral e partidário”.

A Procuradoria-Geral Eleitoral já tinha emitido parecer favorável.

O mandado de segurança suspendeu os efeitos do acórdão proferido pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE), que transferiu o mandato de Beto Rosado para Fernando Mineiro (PT).

Fernando Mineiro chegou a ser empossado pelo TRE no dia 29 de janeiro.

A matéria ainda será objeto de julgamento no plenário da Suprema Corte Eleitoral.

Tags: Beto Rosado deputado federal liminar mantida mandato TSE
A+ A-