Sandro Pimentel tem mandato cassado por irregularidades na prestação de contas de 2018

Decisão do TSE não cabe recurso; Robério Paulino assume vaga na Assembleia Legislativa.

Da redação,
Eduardo Maia/AL
Deputado estadual Sandro Pimentel, do PSOL, perdeu o mandato por irregularidades na prestação de contas da campanha em 2018.

O Tribunal Superior Eleitoral cassou o mandato do deputado estadual Sandro Pimentel (PSOL). Por 7 votos a 0, o plenário da corte entendeu que houve irregularidades na prestação de contas da campanha eleitoral em 2018. A decisão não cabe recurso. Com isso, Pimentel perde a vaga na Assembleia Legislativa assim que o acórdão for publicado.

No dia 10 de agosto deste ano, o relator do caso, o ministro Luis Felipe Salomão já havia se manifestado pela cassação do deputado. Na ocasião, a decisão destacou que o parlamentar recebeu R$ 55.644,91 em doações para campanha sem o trâmite exigido pela legislação eleitoral. Pimentel não negava a transação, mas justificava o “equívoco” como “uma falha meramente contábil”.

Sandro Pimentel foi eleito deputado estadual pelo PSOL com 19.158 votos. Com a cassação do psolista, o mandato será assumido pelo primeiro suplente, o professor Robério Paulino, que obteve 18.550 votos.

Tags: Justiça eleitoral Sandro Pimentel TSE
A+ A-