Setor turístico continua aquecido no RN, aponta presidente da ABIH-RN

Segundo Abdon Gosson o turismo do Rio Grande do Norte vem se recuperando, nos últimos meses de 2021 os hotéis apresentaram lotação.

Da redação,
Jovem Pan Natal
Gosson lembrou que o setor deve retomar os números e as condições do período pré-pandemia, de 2019, provavelmente no final de 2023.

Apesar do aumento de casos de gripe e da Covid-19, devido à variante Ômicron, o setor turístico do estado segue aquecido, segundo o presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Rio Grande do Norte (ABIH-RN), Abdon Gosson. Em entrevista ao Jornal da Manhã, da Jovem Pan Natal (89,9 FM), desta terça-feira (11), Gosson pontuou que houve um aumento no turismo regional. Os hotéis estão sendo ocupados não só por turistas, mas pelo próprios potiguares.

“Este momento do turismo tem uma peculiaridade, os hotéis enchem, mas não estão lotando com muita antecedência, as pessoas estão se programando de última hora, o turismo regional cresceu no Brasil”, disse.

Ainda segundo Gosson, o setor vem se recuperando, nos últimos meses de 2021 os hotéis apresentaram lotação. De acordo com ele, Natal por ser um destino de sol e mar, ao ar livre, é uma das opções para quem quer evitar aglomerações.

“Apareceu agora a gripe e a Ômicron, mesmo assim o mercado está aquecido, porque muitas pessoas não desistem da noite para o dia de uma viagem. Natal é um destino de sol e mar, sempre sem aglomeração”, destacou.

Abdon Gosson pontuou que o Turismo foi o setor mais atingido no mundo pela Covid. Ainda de acordo com ele, a área foi a primeira a entrar em crise e ainda não conseguiu sair completamente desta situação.

“Os hotéis fecharam suas portas porque não tinha absolutamente ninguém para entrar e nem sair, então foi um momento muito difícil. Cerca de 70% dos colaboradores tiveram que ser dispensados porque as empresas não conseguiam sustentar esses funcionários nem com a redução de salário”, afirmou.

Ele destacou que a recuperação, após mais de um ano de crise, requer tempo. Gosson lembrou que, de acordo com o Ministério do Turismo, o setor só deve retomar os números e as condições do período pré-pandemia, de 2019, provavelmente no final de 2023.

“Nós temos ainda dois anos de recuperação. Esse setor nos últimos meses, de outubro para cá, vem se recuperando maravilhosamente bem. As pessoas estão querendo sair de casa cada vez mais e se programando”, disse.  


Confira a entrevista

Tags: Natal RN turismo
A+ A-