Polícia Federal apura elo entre petista e doleiro, diz jornal

Folha de São Paulo diz que tesoureiro João Vaccari Neto está na mira da PF por suposta ligação com o doleiro Alberto Youssef.

Da redação, Portal da Band,

alberto_doleiro_370A PF (Polícia Federal) suspeita que o tesoureiro do PT (Partido dos Trabalhadores), João Vaccari Neto, tenha negociado investimentos feitos por fundos de pensão de estatais em empresas ligadas ao doleiro Alberto Youssef. As informações são do jornal “Folha de S. Paulo”.

Segundo a publicação, dois fundos aplicaram cerca de R$ 70 milhões e perderam praticamente todo esse investimento: o Petros, dos empregados da Petrobras, e o Postalis, dos Correios. 

Vaccari nega que tenha participado desses negócios.

Uma das alegações da PF, de acordo com a “Folha de S. Paulo”, é que parte do dinheiro aplicado pelos dois fundos foi parar em uma construtora usada por Youssef para repassar propina de empreiteiras e fornecedoras da Petrobras a políticos ligados ao PT e a outros partidos ligados ao governo.

Desistência de recurso

O doleiro Alberto Youssef apresentou quinta-feira (25) desistência do recurso no qual pedia ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) a anulação da investigação. O pedido de anulação foi feito pelo advogado Antônio Carlos de Almeida Castro, que deixou o caso após Youssef assinar acordo de delação premiada com o Ministério Público Federal (MPF).

Tags: Alberto Yousseff
A+ A-