Lava Jato: cunhada de Vaccari desembarca em SP rumo à sede da PF

Marice é suspeita de participar das operações irregulares envolvendo o tesoureiro; ela deve ser levada para Curitiba.

Da redação,

Marice Correa de Lima, cunhada do tesoureiro afastado do PT João Vaccari Neto, desembarcou nesta manhã de sexta-feira, no Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo. A informação inicial era que Marice estaria foragida e não iria desembarcar na cidade. Agora, ela deve seguir rumo à sede da Polícia Federal, em Curitiba.

Marice, inclusive, se mostra tranquila, segundo informou o advogado Cláudio Pimentel. Ela estaria acompanhada de uma de suas irmãs.

Eles tentam agora comprar uma passagem para que a cunhada de Vaccari siga para Curitiba, onde vai se apresentar à Polícia Federal. Caso não conseguissem um bilhete disponível, os advogados a conduziriam de carro para a capital paranaense.

A cunhada de Vaccari estava em um Congresso no Panamá e teve o mandado de prisão temporária expedido dentro da Operação Lava Jato. Ela é suspeita de participar das operações irregulares envolvendo Vaccari.

O tesoureiro afastado do PT foi preso pela Polícia Federal na última quarta-feira, na casa dele, em São Paulo, na 12ª fase da Operação Lava Jato.

Vaccari responde a processo relacionado à Lava Jato sob acusação de receber doações para o PT oriundas de propinas pagas por empreiteiras para a obtenção de contratos com a Petrobras. Segundo o Ministério Público Federal, o tesoureiro do PT tinha conhecimento da origem ilícita das doações. Vaccari e o partido negam as acusações.

Tags: lava jato
A+ A-