Origem do espaguete à carbonara está entre guerra e sociedade secreta

Receita deliciosa com 500g de macarrão prato pode servir até quatro porções.

Da redação, Estadão Conrteúdo,

É difícil dizer se há mais receitas “verdadeiras” de espaguete à carbonara ou histórias sobre a origem do prato. O fato é que não existem provas sobre a autenticidade de nenhuma das duas. Sobre a origem, escolha entre a versão de que surgiu em Roma depois da 2ª Guerra, com ovos e bacon que faziam parte da ração militar; ou a que liga o prato às lutas pela unificação da Itália e remete à trattoria onde se reunia a sociedade secreta revolucionária Carbonari, a Osteria delle Tre Corone, em Fratta Polesine.

O restaurante, aberto ainda hoje (Piazza Matteotti 1, Fratta Polesine, Rovigo) anuncia que faz “o verdadeiro carbonara”. Só que o molho leva creme de leite.

Mas, na hora de escolher a receita, não hesite: fique com esta do livro de Giuliano Hazan (filho de Marcella Hazan), Autêntica Cozinha Italiana (Editora Manole, esgotado).

Ingredientes

500g de espaguete
4 gemas
125g de pancetta (ou bacon não defumado) cortada em em tirinhas finas
1 colher (sopa) de queijo pecorino ralado na hora
3 colheres (sopa) de queijo parmesão ralado na hora
30g de manteiga
1 colher de salsinha fresca bem picada
2 colheres (sopa) de azeite extravirgem
6 colheres (sopa) vinho branco seco
Pimenta-do-reino moída na hora a gosto
Sal a gosto

Preparo

1 - Enquanto cozinha a massa com sal em abundante água fervendo, misture as gemas, o queijo ralado, a salsinha e a pimenta numa travessa funda que possa ir à mesa.

2 - Frite a pancetta, na manteiga com o azeite, junte o vinho, deixe evaporar, tire do fogo e reserve.

3 - Escorra a massa, ponha na travessa com a gema, mexa para incorporar. Junte a pancetta aquecida, misture e sirva imediatamente.

Tags: Espaguete Gastronomia
A+ A-