Em vez dos campos, futebol dá lugar aos tribunais

Artifício das liminares judiciais prejudicam times e desorganizam o calendário da já combalida Federação Norte-rio-grandense de Futebol (FNF).

David Freire,
Ana Paula Oliveira
De acordo com regulamento, finalista seria decidido em sorteio, mas liminar suspendeu o Estadual.
Já está virando hábito: quando o time não consegue obter êxito dentro campo, eis que se recorre ao Tribunal de Justiça Desportiva para suspender jogos e – muitas vezes – paralisar campeonatos por conta de imbróglios que poderiam ser resolvidos no momento em que os clubes são chamados para assinar o regulamento.

Com um regulamento mal redigido pela Federação e que deu margens para outras interpretações, mas que foi aprovado previamente pelos clubes, o campeonato estadual deste ano sai dos campos e, em sua fase decisiva do primeiro turno, vai aos tribunais. Com isso, o planejamento dos clubes é prejudicado e a tabela da Federação Norte-rio-grandense de Futebol (FNF) termina desorganizada.

Dessa vez, a polêmica envolve dois clubes do interior - Santa Cruz e Assu – e o motivo da discórdia versa no artigo 10 do regulamento onde diz “ocorrendo empate em números de pontos ganhos entre duas ou mais associações numa mesma fase de qualquer turno, serão aplicados os seguintes critérios de desempate, exclusivamente em cada fase: 1º) Maior número de vitórias; 2º) Maior saldo de gols; 3º) Maior número de gols marcados; 4º) Sorteio público na sede da Federação, em dia e horário a serem determinados”.

Nos dois confrontos entre os dois clubes, o placar foi o mesmo: 3 a 0. Detalhe: o ASSU apresentou melhor campanha que o Santa Cruz e, teoricamente, teria vantagem na hora da classificação. Contudo, prevaleceu o artigo 10 e no sorteio realizado na manhã da sexta-feira (8) a sorte foi do Santa Cruz, que ficou com a vaga.

Inconformado com a decisão, o presidente do ASSU, Dailson Machado, acionou o Tribunal de Justiça Desportiva (TJD), que acatou liminar impetrada pelo dirigente e suspendeu a primeira partida da decisão entre Santa Cruz e ABC, marcada para este domingo (10) às 17h no estádio Iberezão.

De acordo com a decisão do presidente do TJD, Pio Marinheiro, o julgamento do mérito referente ao pedido do ASSU acontece na terça-feira (12). Até lá, a torcida deixa um pouco de lado os estádios e volta suas atenções para os tribunais.
A+ A-