CBF rechaça favoritismo dos visitados e alerta para "mancada"

A decisão da Fifa sobre a realização da Copa do Mundo no Brasil acontece no dia 30 de outubro, em Zurique, na Suíça.

O presidente da CBF, Ricardo Teixeira, rechaça qualquer favoritismo das cinco cidades que serão visitadas esta semana pela Fifa na corrida para ser sede da Copa do Mundo de 2014 - as outras 13 se apresentaram no Rio de Janeiro. Junto com isso, o mandatário do futebol no Brasil diz estar ciente de que não pode "mancar". 

"O Brasil é candidato único, mas sabe que se for escolhido no dia 30 de outubro não pode errar. Se mancar daqui até lá, perde o direito. Quanto às cidades eu não acho que são favoritas as que serão visitadas. Pelo contrário. É muito mais difícil mostrar a sua casa do que tirar uma foto dela e mostrar", disse Ricardo Teixeira.

A decisão da Fifa sobre a realização da Copa do Mundo no Brasil acontece no dia 30 de outubro, em Zurique, na Suíça, um dia depois da última apresentação aos inspetores da entidade máxima do futebol. Sendo confirmado, de oito a 12 cidades serão escolhidas como sede entre julho e dezembro do próximo ano.

"A Fifa nunca disse que oito cidades é o ideal. O que nós apresentamos para eles é que o Brasil quer fazer um Copa com 12 sedes. Agora vamos aguardar todas as definições para saber a decisão deles", comentou Teixeira, ao ser questionado sobre a preferência da Fifa por um número de sede menor.

O presidente da CBF vai acompanhar todas as visitas esta semana, sempre ao lado dos cinco inspetores da entidade máxima do futebol. Às 17h desta segunda-feira (27), esse mesmo grupo teve um encontro com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Depois, à noite, a comitiva viaja para Belo Horizonte, onde faz a vistoria na terça-feira (28). São Paulo recebe o grupo na quarta, Porto Alegre na quinta e Rio na sexta.

Fonte: UOL
A+ A-