Atletas serão testados a cada 96-120 horas, diz organizador dos Jogos

Toshiro Muto afirmou que participantes permanecerão menos tempo em Tóquio.

Da redação, Agência Brasil,
Reuters
Toshiro Muto, altetas serão incentivados a passar menos tempo em Tóquio do que normalmente fariam durante os Jogos.

Os atletas precisarão fornecer um teste de covid-19 negativo feito menos de 72 horas antes de chegar ao Japão para a Olimpíada e serão testados "a cada 96-120 horas" durante os Jogos, de acordo com um relatório provisório publicado pelos organizadores nesta quarta-feira (2).

Durante as negociações entre o comitê organizador de Tóquio 2020, o governo japonês e o Governo Metropolitano de Tóquio, foram discutidas outras diretrizes de como a capital japonesa planeja sediar os Jogos, adiados para o ano que vem. 

Atualmente, os visitantes do Japão precisam ficar em quarentena por 14 dias após a chegada, mas os atletas e outros envolvidos no evento que chegarem para os Jogos estarão isentos dessas restrições. Os organizadores também vão incentivar os atletas a passarem menos tempo em Tóquio do que normalmente fariam durante os Jogos.

"Queremos ter consideração com os atletas, para que o Village não fique muito cheio ", disse o diretor executivo de Tóquio 2020, Toshiro Muto, a repórteres após as negociações. “Depois que os Jogos terminarem, queremos que os atletas voltem para casa o mais cedo possível.”

A perspectiva de os Jogos acontecerem com segurança no ano que vem foi impulsionada pelo desenvolvimento de vacinas contra a covid-19, incluindo a da Pfizer aprovada hoje pelo Reino Unido. Uma vacina bem-sucedida poderia tornar obsoletas muitas das contramedidas relacionadas à covid-19 discutidas pelos organizadores dos Jogos, mas Muto enfatizou que eles iriam em frente com ou sem a vacina.

“Em relação à vacina, recentemente começamos a ver notícias positivas, mas no momento [a vacina] ainda não está disponível”, disse ele. "O que pode acontecer, o que pode acontecer, não está claro ... portanto, estamos trabalhando com a suposição de que a vacina não está disponível."

Tags: covid-19 Jogos de Tóquio novo coronavírus Olimpíadas 2020 testagem
A+ A-