Academia se reinventa e leva treinos para a casa dos alunos

Momento também pode ser de reunir a família e transformar a atividade em uma recreação coletiva.

Da redação,
Divulgação
Para quem está treinando em casa, a profissional dá dicas sobre como preparar melhor o espaço e entrar no clima.

Se o aluno não vai à academia, a academia vai ao aluno. Para que os treinos não fiquem parados e ainda contribuam para a diminuição do stress e ansiedade neste momento da pandemia, a Pulse reestruturou o programa Pulse Home, que surgiu em março do ano passado, para aqueles que estão preferindo os treinos virtuais.

O Pulse Home trabalha, de forma on-line, modalidades coletivas oferecidas pela academia, ao vivo, com uma grade semanal de aulas nos três turnos do dia: full body, cardio leg, core trainning, dança, alongamento e GRIT (treinamento intervalado com o peso do corpo que trabalha o condicionamento físico). São 30 minutos de treino intenso por meio do app, reunindo uma turma inteira, cada um da sala de casa.

Quem não é membro da academia também pode aderir ao plano e ter acesso às aulas através de pacotes mensais, pelo link http://bit.ly/pulse-home. "O Pulse Home surgiu da necessidade de continuarmos cuidando da saúde e acolhendo as pessoas, transformando o desafio de prosseguir em movimento em uma grande motivação", explica a coordenadora de Aulas Coletivas da academia, Andressa Guimarães. 

"Optamos por deixar a natureza da atividade coletiva após constatarmos que, diante do isolamento social, esses encontros não eram apenas sobre manter o condicionamento físico, mas compartilhar energia positiva e experiências que diminuíam os níveis de medo, stress e ansiedade dos participantes, enchendo-os de confiança para vencer um dia de cada vez", ressalta a profissional.

Para quem está treinando em casa, a profissional dá dicas sobre como preparar melhor o espaço e entrar no clima. "É importante que, naquele horário, a sala esteja reservada para você, com wi-fi próxima, preferencialmente sendo usada apenas pelo aluno", ressalta. 

"A roupa apropriada e o tênis fazem toda a diferença, porque a pessoa se sente motivada como se fosse para a academia". Andressa lembra, ainda, que o momento também pode ser de reunir a família e transformar a atividade em uma recreação coletiva.

"Os exercícios físicos liberam hormônios que fazem com que a pessoa se sinta bem, gerando a motivação necessária para vencer um dia de cada vez", acredita Andressa. "Nós vivemos muito preocupados com o amanhã, e a atividade física é uma forma de nos mantermos no presente".

Tags: Pulse Home treinos em casa
A+ A-