Último dia de provas do Enem é considerado tranquilo no RN

De acordo com a Polícia Militar, nenhuma ocorrência policial foi registrada até às 15h.

Rafael Araújo,
Rafael Araújo/Nominuto
Portão do campus central do IFRN fechou pontualmente às 13h sem qualquer correria por parte dos candidatos.
SELO-ENEM-2019O segundo e último de provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), vai transcorrendo de forma tranquila e sem registro de ocorrências policiais no Rio Grande do Norte, é o que sinaliza os dados levantados pelo coordenador operacional de segurança do exame, coronel da Polícia Militar, Castelo Branco.

Dados levantados pelo oficial, repassados ao portal Nominuto.com, aponta que nenhuma ocorrência foi registrada até às 15h deste domingo (10) e que apenas 12 candidatos foram eliminados por conduta em desacordo com o edital da prova. Ainda de acordo com Castelo Branco, 11 dessas eliminações aconteceram em locais de provas do município de Natal e outra ocorreu em Parnamirim.

Enem 2019 UFRN 1

Neste domingo, os candidatos fazem as provas de ciências da natureza e matemática. Os portões abriram às 12h e fecharam às 13h, no horário de Brasília. Os participantes terão 5 horas para resolver as questões. A prova termina às 18h30.



No campus central do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN), a equipe do portal Nominuto.com acompanhou o fechamento do portão e constatou que nenhum candidato chegou atrasado no momento do fechamento. Contudo, cerca de dois minutos depois, um homem - que em conversa rápida com nossa equipe disse que faria a prova - chegou em um carro. Ao visualizar o portão fechado e ver que não teria mais como entrar, ele deixou o local dirigindo sem sequer descer do veículo.

CarroIFRNEnem2019

Professores esperam provas com mais cálculos do que em anos anteriores

As provas de Matemática e de Ciências da Natureza, que envolvem disciplinas como Física e Química, por exemplo, normalmente exigem um pouco mais dos alunos e por isso, amedronta alguns candidatos. Aplicadas neste segundo domingo (10) do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), os professores confirmam que a expectativa é de que as questões elevem o nível em relação aos anos anteriores e exigam mais a utilização de cálculos.

É o que espera a professora de Química do over, Iara Cocentino. Para a docente, “o nível não baixa”. “A gente vai ter uma prova do nível do ano passado ou uma prova até em um nível mais aperfeiçoado, com algumas questões de cálculo a mais”, analisa.

ProfessoraIaraCocentino

O diretor e professor de Física do Over Colégio e Curso, Carlos André, também mantém a expectativa para uma avaliação mais objetiva. “Já faz alguns anos que a prova tem uma quantidade razoável de questões de cálculo, então isso é mais importante. Há alguns 10 anos, por exemplo, no Enem praticamente não caía conta nenhuma, então você não precisava nem de saber cálculo para fazer a prova. Mas isso vem mudando nos últimos cinco anos e é uma tendência que deve ser mantida”, argumenta.

Outro ponto observado por Carlos André para que se espere um Enem mais difícil é a tendência observada com as provas de anos anteriores. “Prova dos últimos três anos é sempre um pouquinho mais difícil. Nada sensacional, mas ela precisa acompanhar a evolução do próprio aluno. Na medida que o aluno do Brasil vai se tornando mais adaptado, vai entendendo qual é o modelo, ela tem que acompanhar porque senão ficaria difícil decidir quem vai passar, principalmente nos cursos mais concorridos. Então a prova realmente deve ser um pouquinho mais difícil, mas o aluno que vem numa sequência de preparação, provavelmente ele nem vai conseguir perceber”, disse.

Apesar da expectativa, Iara Cocentino destaca que isso não é um fator que gere preocupação para o candidato que se dedicou durante todo o ano. “A preparação nossa é para o que der e vier”, afirma otimista sobre o desempenho dos alunos.

Tags: 2019 Enem Natal Rio Grande do Norte
A+ A-