Professores esperam provas com mais cálculos do que em anos anteriores

Docentes afirmam que a tendência do Enem é elevar o nível das questões a cada exame.

Rafael Araújo,
Rafael Araújo/Nominuto
Professores e alunos aguardam a abertura dos portões para o segundo dia do Enem, na UnP da avenida Roberto Freire, em Capim Macio.

SELO-ENEM-2019As provas de Matemática e de Ciências da Natureza, que envolvem disciplinas como Física e Química, por exemplo, normalmente exigem um pouco mais dos alunos e por isso, amedronta alguns candidatos. Aplicadas neste segundo domingo (10) do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), os professores confirmam que a expectativa é de que as questões elevem o nível em relação aos anos anteriores e exigam mais a utilização de cálculos.

É o que espera a professora de Química do over, Iara Cocentino. Para a docente, “o nível não baixa”. “A gente vai ter uma prova do nível do ano passado ou uma prova até em um nível mais aperfeiçoado, com algumas questões de cálculo a mais”, analisa.

O diretor e professor de Física do Over Colégio e Curso, Carlos André, também mantém a expectativa para uma avaliação mais objetiva. “Já faz alguns anos que a prova tem uma quantidade razoável de questões de cálculo, então isso é mais importante. Há alguns 10 anos, por exemplo, no Enem praticamente não caía conta nenhuma, então você não precisava nem de saber cálculo para fazer a prova. Mas isso vem mudando nos últimos cinco anos e é uma tendência que deve ser mantida”, argumenta.

ProfessoraIaraCocentino

Outro ponto observado por Carlos André para que se espere um Enem mais difícil é a tendência observada com as provas de anos anteriores. “Prova dos últimos três anos é sempre um pouquinho mais difícil. Nada sensacional, mas ela precisa acompanhar a evolução do próprio aluno. Na medida que o aluno do Brasil vai se tornando mais adaptado, vai entendendo qual é o modelo, ela tem que acompanhar porque senão ficaria difícil decidir quem vai passar, principalmente nos cursos mais concorridos. Então a prova realmente deve ser um pouquinho mais difícil, mas o aluno que vem numa sequência de preparação, provavelmente ele nem vai conseguir perceber”, disse.

Apesar da expectativa, Iara Cocentino destaca que isso não é um fator que gere preocupação para o candidato que se dedicou durante todo o ano. “A preparação nossa é para o que der e vier”, afirma otimista sobre o desempenho dos alunos.

Tags: Enem 2019
A+ A-