Moro foca na Presidência e amplia discurso para além do combate à corrupção

Ex-juiz da Lava Jato assina filiação nesta quarta-feira ao Podemos e deve citar temas associados ao slogan ‘um Brasil justo para todos’.

Da redação, Estadão Conteúdo ,
Agência Brasil
Ex-juiz da Lava Jato assina filiação nesta quarta-feira ao Podemos e deve citar temas associados ao slogan ‘um Brasil justo para todos’

Em mais um sinal de que pretende disputar a Presidência em 2022, o ex-ministro da Justiça Sérgio Moro vai ampliar o foco de seu discurso para além do combate à corrupção já durante o ato de sua filiação ao Podemos, nesta quarta-feira, 10, em Brasília. Temas relacionados a áreas como economia, inclusão social e sustentabilidade estarão presentes em sua fala preparada para o evento. Contratada pelo Podemos, uma equipe de marketing está à disposição do ex-juiz – o convite de filiação já citava o slogan “construir um Brasil justo para todos”.

Para o ato de filiação, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, Moro deve tratar a corrupção como a raiz de problemas estruturais do País. Porém, também vai esboçar o que pensa sobre economia. O ex-ministro tem mantido conversas iniciais com economistas, como o ex-presidente do Banco Central Persio Arida e o ex-governador do Espírito Santo Paulo Hartung. 

A interlocutores do partido, Moro tem dito que a justiça social está entre suas preocupações. Em reuniões com a equipe que trabalha em sua futura campanha, afirmou que medidas para o combate à fome, por exemplo, são prioridade. Sem mencionar adversários políticos, o discurso vai tecer críticas à herança do petismo e do bolsonarismo, como foi antecipado pelo jornal O Globo e confirmado pelo Estadão.

Imagem. Moro tem sido auxiliado, quase que em tempo integral, pela empresa IV5 Inteligência em Comunicação, do marqueteiro Fernando Vieira, que recebeu R$ 396 mil do Podemos somente em 2021 – ano em que a legenda já recebeu R$ 10 milhões do Fundo Partidário. O QG da campanha, por enquanto, fica em uma sala comercial da empresa na zona sul de São Paulo, mas, conforme a eleição se aproximar, vai se mudar para um imóvel maior, alugado pela legenda. 

Até as vésperas do evento de filiação de Moro, a equipe preparava vídeos de divulgação do pré-candidato. Em uma das imagens filmadas, Moro aparece discursando enquanto anda em direção à câmera. As peças de divulgação também vão ser veiculadas em um canal dedicado ao ex-juiz no YouTube.

‘Slogan’. Faz parte da nova rotina de Moro ouvir atentamente da equipe de Vieira orientações a respeito de como deve ser sua comunicação com o público. Com o auxílio do marqueteiro, o ex-juiz também tem buscado construir uma imagem de “pré-candidato” e motes de campanha para o Palácio do Planalto. Foi de uma entrevista com o ex-juiz que Vieira arrancou o slogan: “um Brasil justo para todos”. 

No momento em que Moro disse estas palavras, Vieira rabiscou a frase em letras garrafais e a circulou em uma folha de papel. O ex-ministro se referia a políticas de inclusão social quando acabou proferindo o que, depois, viria a se tornar seu mote como pré-candidato.

Vieira também tem buscado entender se a imagem de Moro atende aos anseios dos eleitores. A agência realizou pesquisas internas que traziam diversas perguntas aos entrevistados sobre temas que vão da imagem ideal dos candidatos às propostas que devem ser consideradas mais importantes. Para todas estas questões, é feita uma comparação entre o que o eleitorado em geral pensa e o que o apoiador declarado do ex-juiz da Operação Lava Jato responde. 

‘Povão’. Em uma das questões, o eleitor é indagado sobre a escolha entre um presidente que gera empregos e outro que distribui renda. Em outra, se o Brasil é um país injusto por ter juros altos. Também há perguntas sobre a religião, a orientação sexual e a estrutura familiar do candidato. Uma das perguntas diz respeito ao político ser, ou não, do “povão”. 

Até mesmo nas conversas das quais Moro tem participado com economistas e potenciais aliados em sua campanha, Vieira esteve presente. Experiente no marketing político, o auxiliar já prestou serviços a partidos como PSDB, PDT, PHS – desde 2018, incorporado ao Podemos – e o PL de Valdemar Costa Neto, destino do presidente Jair Bolsonaro para disputar a reeleição.

A convite da presidente do Podemos, a deputada Renata Abreu (SP), Vieira presta serviço ao partido há mais de uma década, desde quando a legenda ainda se chamava PTN, e tinha o slogan da vassourinha que varria a corrupção.

Movimento. Moro também tem atuado nos bastidores para formar um grupo político próprio que dê sustentação à sua potencial candidatura ao Planalto. O ex-juiz procura interlocução em várias frentes para se destacar no congestionado campo da terceira via. Ele tenta arregimentar apoio nas bases “lavajatistas”, incluindo grupos como o Vem Pra Rua e o MBL.

Tags: eleições moro Sérgio Moro
A+ A-