Decisão do TSE faz Fátima Bezerra escolher entre PSB e PDT

Tribunal decidiu que os partidos coligados para concorrer aos governos dos estados não podem fazer uma nova aliança para o cargo de senador.

Da redação,
Reprodução
O ex-prefeito de Natal e pré-candidato ao senado, Carlos Eduardo Alves, e o deputado federal e também pré-candidato ao Senado, Rafael Mota.

Por quatro votos a três, o plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu que os partidos coligados para concorrer aos governos dos estados não podem fazer uma nova aliança para o cargo de senador.

Com isso, a governadora Fátima Bezerra (PT) deve enfrentar dificuldades, já que seu grupo deve ter apenas um candidato ao Senado, fazendo-a escolher se formará palanque com o PDT, de Carlos Eduardo Alves, ou com o PSB, de Rafael Mota.

A executiva do PT no Rio Grande do Norte já deliberou pela aliança com o ex-prefeito de Natal. A própria governadora Fátima fez questão de anunciar em palanque, durante o ato público da última quinta-feira (16), com a presença de Lula e Alckmin, que Carlos Eduardo Alves era o seu pré-candidato ao Senado Federal. Sendo assim, o entendimento é de que a decisão já foi tomada. Contudo, a possibilidade de o PSB sair dele caso Rafael insista em sua candidatura é real.

Tags: Eleições 2022 Política Rio Grande do Norte
A+ A-