Sinte lança campanha contra projeto que propõe volta às aulas mesmo sem vacina

PL foi apresentado pelo vereador Klaus Araújo, mas ainda não foi votado na Câmara Municipal de Natal.

Da redação,
Reprodução/Sinte

“Há coisas mais essenciais do que aulas presenciais: a vida é uma delas.” Com esse mote, o Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Rio Grande do Norte (Sinte) lançou na tarde de ontem (22) uma nova campanha em suas redes sociais, que chama atenção da sociedade para a importância de preservar a vida e permanecer em casa nesse momento crítico de pandemia da covid-19.

O Sindicato reforça a necessidade de manutenção das aulas em formato exclusivamente remoto.

Com aval da categoria, o Sinte defende que a volta das aulas presenciais só deve ocorrer com a imunização de todos os trabalhadores em Educação; imunização esta que deve estar associada à vacinação em massa da população.

Em defesa da vida, a campanha vem ao ar em reposta ao Projeto de Lei da Covid (Lei n° 38/2021), do vereador Klaus Araújo (Solidariedade), que trata da inclusão nas atividades consideradas essenciais dos serviços educacionais em escolas públicas e privadas.

Para o Sinte, esse PL, caso aprovado, ao invés de proteger a comunidade escolar, das escolas públicas e privadas, vai colocar em risco a vida de professores, funcionários, estudantes e seus familiares.

Nas peças publicitárias que estarão disponíveis no Facebook, Instagram, Twitter e WhatsApp, o Sinte apresenta notícias sobre o aumento de contágios pelo coronavírus em decorrência do retorno das aulas presenciais. O objetivo é sensibilizar a sociedade e reforçar a primazia da vida.

Tags: campanha covid-19 defesa da vida pandemia Sinte vacinação em massa volta às aulas
A+ A-