Rede Municipal de Ensino retorna atendimento presencial para 100% dos estudantes

Na Escola Municipal Professor Ascendino Henriques de Almeida Júnior, localizada no bairro do Pitimbu, retornou com os 700 alunos matriculados.

Da redação, Prefeitura de Natal,
Adrovando Claro/SME
Os projetos educativos vão seguindo no CMEI a partir do interesse e questionamentos dos alunos e observação dos professores.

Nesta terça-feira (16), aconteceu o retorno presencial de 100% dos estudantes nas unidades de ensino distribuídas nas quatro regiões administrativas da capital. A secretária municipal de Educação, professora Cristina Diniz, esteve presente no CMEI José Alves Sobrinho, localizado no Barro Vermelho para acompanhar o retorno das atividades. 

“Estamos muito satisfeitas porque este retorno significa que temos condições, em relação ao Covid-19, estamos vencendo essa doença. A Prefeitura do Natal, o prefeito Álvaro Dias e tivemos o aval do Comitê Científico para que esse retorno presencial, a partir de hoje, possa ser de 100% dos nossos estudantes”, destacou a titular da SME-Natal. O CMEI José Alves Sobrinho atende 193 crianças nas etapas de creche (berçário) e pré-escola.

Na Escola Municipal Professor Ascendino Henriques de Almeida Júnior, localizada no bairro do Pitimbu, retornou com os 700 alunos matriculados e vai continuar seguindo as normas de biossegurança contidas no protocolo estabelecido pela SME-Natal.

A diretora pedagógica, Mintza Idesis Jácome Bezerra destacou que os estudantes ainda impedidos por questões de saúde, continuarão com as aulas não presenciais. “O direito do aluno com o laudo continua desde que comprove alguma comorbidade ou baixa imunidade que possa dificultar a vinda presencial, assim pode continuar no sistema remoto com roteiros de estudos e apostilas” afirmou.

No ponto de vista da professora Adriana de Lima, que leciona para 27 alunos do 5º ano, a recuperação da aprendizagem vai requerer mais empenho na importância da escola e do ensino presencial para concluir o ano letivo e nivelar os conhecimentos dos alunos. “O nosso principal objetivo agora é retomar alguns conteúdos para que não haja nenhum prejuízo na educação das crianças e que elas possam rever e ter essas dúvidas sanadas”, destacou.

A aluna Hadassa Santos, 11 anos, do 5º ano disse que espera que a faixa etária dela seja logo incluída na vacinação contra a Covid-19 para se sentir mais segura na escola e que as aulas presenciais irão acelerar a entrega de assuntos didáticos. “É até melhor por um lado porque a entrega de mais conteúdo, porque é só uma turma, não vai ter que passar os temas em duas etapas”, ressaltou.

A mãe do aluno, Isaque Felipe de Andrade Silva, do 2º ano A, Maria Elisabete de Andrade comemorou o retorno da aula presencial, porque o professor vai ensinar e tirar as dúvidas dos alunos. Para ela, é diferente dos pais, que às vezes não sabem como orientar didaticamente sobre o assunto. “A minha criança ainda está para aprender a ler e eu não sei alfabetizar, sei acompanhar e ajudar nas tarefas dela, mas alfabetizar, realmente eu não sei. Então, o professor pode fazer isso melhor dentro de sala de aula”, explicou.

No Centro Municipal de Educação Infantil Professora Maria dos Martírios Lisboa de Menezes, também no Pitimbu, com 162 alunos matriculados, a atividade retornou com 100% das aulas presenciais. “Alguns pais estão mantendo as crianças em casa até a plena recuperação. E acredito que esse retorno vai ser de forma gradativa até que os pais se sintam seguros, mas também os pais estão interessados nesse regresso.

Os projetos educativos vão seguindo no CMEI a partir do interesse e questionamentos dos alunos e observação dos professores. Agora, com o retorno de 100% em sala de aula, as atividades serão intensificadas”, destacou a diretora pedagógica, Gézia Lima Bezerra Dantas.

Tags: Educação Natal Prefeitura do Natal
A+ A-