Prefeitura apresenta proposta de reajuste de 10% para os professores

A diretoria do Sinte recebeu o termo de compromisso e vai levar a proposta para ser discutida em assembleia da categoria na próxima segunda.

Gerlane Lima, com informações da Assessoria,

deblgp57O prefeito de Natal, Carlos Eduardo, recebeu no Palácio Felipe Camarão a diretoria do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Rio Grande do Norte (Sinte-RN) para negociar o fim da greve na rede municipal de ensino.

Ficou estabelecido pela proposta apresentada pela Prefeitura um reajuste salarial de 10%, a partir do mês de agosto, como também a efetuação do pagamento dos atrasados referentes às promoções já implantadas que somam R$ 3,2 milhões de reais, nos meses de novembro e dezembro deste ano.

O executivo municipal também se comprometeu a implementar a progressão funcional dos professores da rede municipal na folha de pagamento do mês de setembro, assim como irá encaminhar a Câmara Municipal dentro de até 60 dias um projeto de lei para restabelecer a data base anual de reajuste da categoria.

Carlos Eduardo entende que o magistério natalense precisa e merece ter uma remuneração melhor, mas a situação financeira da gestão não permite que a administração conceda um reajuste maior aos professores.

O chefe do executivo natalense lembrou que o município compromete atualmente 54% de suas receitas com o pagamento do funcionalismo, ferindo a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). O prefeito pediu que o SINTE-RN tenha sensibilidade e aceite a proposta apresentada pela prefeitura para que as aulas da rede municipal de ensino retornem: “ Espero que a categoria analise bem o que foi proposto e encerre o movimento grevista que tem atrapalhado a vida dos estudantes e de suas famílias”, disse Carlos Eduardo.

A diretoria do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Rio Grande do Norte (Sinte-RN) recebeu o termo de compromisso e vai levar a proposta para ser discutida em assembleia geral da categoria na próxima segunda-feira (27). Participaram da reunião a secretária municipal de Educação, Justina Iva, o secretário municipal de Administração, Dionísio Gomes, o Procurador Geral do Município, Carlos Castim e a secretária adjunta de Planejamento e Finanças, Adamires França.


Tags: Educação greve Sinte
A+ A-