Laureate encerra negociações com Ser Educacional e fecha com a Ânima por R$ 4, 4 bi

Com a aquisição da operação brasileira, grupo pode virar o quarto maior de ensino superior do País.

Da redação,
Divulgação

A Laureate, que controla a Universidade Potiguar (UnP) no Rio Grande do Norte, informou nesta quarta-feira (21) que irá fechar a venda de sua operação brasileira para a Ânima e rescindir a negociação com a Ser Educacional. Isso porque a empresa apresentou uma oferta maior pelos ativos no Brasil: foram R$ 4,4 bilhões.

“A Laureate pretende rescindir seu contrato de transação com a Ser o mais rápido possível e entrar em um contrato vinculativo definitivo com a Ânima”, informa comunicado do grupo americano.

Segundo a Laureate, que possui atualmente 267 mil estudantes matriculados no Brasil, a oferta da Ânima é cerca de R$ 500 milhões maior que a da Ser, considerando o fechamento do preço da ação da Ser em 20 de outubro. Sem falar que a Ânima se propôs a pagar um adicional de R$ 200 milhões para a Laureate, dependendo do cumprimento de certas métricas de performance. A Ânima ainda vai pagar R$ 180 milhões de multa rescisória para a Ser.

O acordo estabelecido pela Ser com a Laureate em meados de setembro permitiu ao grupo norte-americano buscar até 13 de outubro proposta vinculante de terceiros superior à apresentada pela Ser.

As ações da Ânima subiam 1,55% às 10h39, enquanto os papéis da Ser tinham queda de 0,64%. O Ibovespa mostrava baixa de 0,07%. O grupo O grupo é propritário das universidades São Judas, Unibh, Unisul, Unisociesc, entre outras.

A Laureate Brasil obteve uma receita líquida de R$ 2,1 bilhões, considerando os últimos 12 meses, encerrado em março. Já a Ânima registrou receita líquida de R$ 1,2 bilhão no acumulado do ano passado.

Tags: Ânima Laureate negociação UnP
A+ A-