IFRN discute retorno gradual das aulas presenciais

Conforme a minuta apresentada, os períodos letivos serão organizados em módulos de ensino.

Da redação, IFRN,
Divulgação

No dia 17 de março de 2020, as atividades acadêmicas presenciais do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN) foram suspensas, com o objetivo de combater a transmissão do novo coronavírus. Desde então, a comunidade acadêmica e a gestão institucional vêm acompanhando e avaliando os cenários e planejando o retorno gradual das atividades presenciais.

Em junho deste ano, foi formada uma comissão responsável por elaborar a minuta das diretrizes pedagógicas acerca do retorno gradual do ensino presencial no IFRN. Como explica o pró-reitor de Ensino, professor Dante Moura, para ser homologada, a minuta deve passar pelo Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão do IFRN (Consepex) e pelo Conselho Superior do IFRN (Consup), onde será avaliada para aprovação.

A diretora pedagógica Amélia Reis diz que a maior preocupação neste momento é “garantir a segurança e a preservação da vida, tanto dos servidores como dos estudantes”. A professora ressalta que a comissão busca “garantir ou discutir a possibilidade de um planejamento em que não haja um aumento da carga horária docente e que possamos minimizar as dificuldades de estudantes no acompanhamento das aulas durante o ensino remoto".  

Condições para o ensino misto provisório

O retorno gradual da presencialidade do ensino do IFRN deve atender às condições de biossegurança, de acordo com o Comitê de Enfrentamento à Covid-19 do Instituto e da Comissão Local de Enfrentamento à Covid-19 de cada Campus. Conforme a minuta, que ainda está em discussão, a previsão para o início do ensino misto provisório (com aulas presenciais e remotas) é para o semestre letivo 2021.2.

A ampliação da retomada do ensino presencial ocorrerá conforme a redução da ocupação de leitos críticos, da taxa de transmissibilidade do novo coronavírus no município e no entorno de cada Campus, além da baixa no número de casos de infecção. Também será considerado o avanço da vacinação entre os profissionais da educação. Caso haja retrocesso nos indicadores das condições de biossegurança, inviabilizando as aulas presenciais, o ensino remoto emergencial poderá ser retomado.

Módulos de ensino

Conforme a minuta apresentada, os períodos letivos serão organizados em módulos de ensino. O documento define o método como “a divisão de grupos de disciplinas a serem ministradas em período específico e sequencial de tempo, cumprindo, nesse intervalo, os objetivos de aprendizagem neles contidos”. A ação tem o objetivo de “diminuir o quantitativo de disciplinas cursadas pelo discente em um dado período”.

A composição dos módulos será definida no âmbito das diretorias acadêmicas, de acordo com as disciplinas. Os módulos de ensino ocorrerão em momentos síncronos, assíncronos e presenciais.

Discussões sobre a retomada gradual do ensino presencial

A Comissão das Diretrizes Pedagógicas para o retorno gradual do ensino presencial vem realizando, desde o mês de julho deste ano, reuniões com grupos envolvidos no processo de ensino-aprendizagem e permanência dos estudantes. Os encontros têm o objetivo de reunir contribuições para a sistematização da proposta final da minuta a ser submetida ao Consepex e ao Consup.

Em agosto deste ano, a Comissão de Diretrizes Pedagógicas buscou conhecer, através de uma enquete no Sistema Unificado de Administração Pública (Suap), as condições dos estudantes para o retorno gradual das atividades escolares presenciais.

Recentemente, no dia 27 de agosto, a Comissão responsável pela elaboração da minuta de resolução sobre as Diretrizes Pedagógicas acerca da retomada gradual ao ensino presencial se reuniu com a Equipe Técnica Pedagógica (Etep), com a Comitê de Enfrentamento à covid-19 do IFRN, com a Comissão do retorno dos servidores técnico-administrativos às atividades presenciais, além de profissionais do Serviço Social e da Psicologia.

No dia 30, o encontro foi com o Colégio de Dirigentes (Codir) e com o Comitê de Ensino (Coen) do IFRN. Na última terça-feira, 31, servidores docentes e técnico-administrativos do Instituto Federal discutiram sobre o retorno das atividades presenciais.

A próxima reunião será realizada nesta quinta-feira, dia 2 de setembro, com representação de estudantes do IFRN, em articulação com a Rede de Grêmios (Regif). O encontro será transmitido no canal do YouTube IFRN Oficial, a partir das 18h. ​

Tags: aulas presenciais IFRN retorno gradual
A+ A-