Comissão de Educação da Assembleia Legislativa se posiciona contrária a “intervenção” no IFRN

Ofício foi enviado ao Ministério da Educação solicitando a exoneração do atual interventor e a nomeação do reitor eleito.

Da redação,
Assecom/AL

Em ofício encaminhado ao Ministério da Educação (MEC), a Comissão de Educação da Assembleia Legislativa do RN, presidida pelo deputado estadual Francisco do PT, externa seu posicionamento contrário a nomeação do professor Josué de Oliveira para ocupar o cargo de reitor do IFRN.

“Caracterizamos essa situação como intervenção pelo fato de que o Professor Josué de Oliveira foi nomeado sem sequer ter concorrido ao cargo na eleição realizada dia 04 de dezembro de 2019, pleito cujo resultado deu vitória inequívoca ao professor José Arnóbio de Araújo Filho, que disputou com outros três concorrentes e obteve 48,25% dos votos”, diz o documento.

Comissão ressaltou ainda que essa atitude por parte do MEC suscitou indignação e revolta na comunidade acadêmica e provocou uma onda de protestos de estudantes, pais, professores e funcionários de todas as 22 unidades do Instituto Federal no RN.

“Apelamos a V. Ex., tomar providências no sentido de proceder a exoneração do atual interventor e a nomeação do reitor eleito, por ser justa, legal e legítima. Essa iniciativa permitirá o restabelecimento do ambiente de convivência democrática e respeito necessários ao funcionamento do IFRN”, finaliza a nota.

Assinam também os deputados membros da Comissão de Educação, Hermano Morais (PSB) e Eudiane Macedo (Republicanos).

Tags: Assembleia Legislativa Comissão de Educação IFRN intervenção MEC ofício
A+ A-