A adaptação escolar e o medo do novo

O desafio da inserção das crianças na escola pode ser vencido com apoio dos familiares e da equipe escolar, além de muita conversa e momentos felizes.

Da redação,
Foto: Divulgação
Durante a adaptação, a criança divide-se entre o deslumbre perante as possibilidades oferecidas novo ambiente e o medo do novo.

Todo início de ano é a mesma coisa para as famílias com crianças em idade escolar: o receio para a adaptação ao novo ambiente da escola. Esse processo envolve diferentes perspectivas – do aluno, da escola e dos pais – com o mesmo objetivo: o desenvolvimento da criança. O fato é que, para que a adaptação flua, é essencial que os pequenos se sintam seguros e acolhidos e construam relações afetivas na escola.

De acordo com a coordenadora da Educação Infantil da Casa Escola, Ramona Xavier, as crianças vão sendo inseridas no ambiente escolar aos poucos: “os primeiros momentos são de pura conquista, depois, quando se torna possível ficar na escola sem a presença da família, tudo vira diversão e aprendizado. Para isso, investimos muito no acolhimento, só assim a criança consegue superar a separação, ficando bem entre adultos e colegas de sala”, explica.

Fádyla Araújo, mãe de Letícia (2 anos), enfrentou alguns desafios na inserção da filha no ambiente escolar no ano passado. “Logo nos primeiros dias, ela teve muita resistência ao uso da farda. Mais que isso, ela não aceitou usar qualquer tipo de roupa para sair de casa. Me surpreendi, porque ela nunca havia resistido a colocar roupa para ir a outros lugares, embora nossas saídas tivessem sido bem esporádicas nos últimos meses”, comenta.

A escola teve papel fundamental no processo de adaptação de Letícia. Foram criadas estratégias específicas para a aluna. “De início, era preciso que Letícia viesse para a escola, independente da roupa que estivesse trajando. No passo a passo delicado, a escola disponibilizou uma farda para que Letícia pudesse, em casa, vestir o ursinho de pelúcia, seu brinquedo favorito. Ambos começaram a vir à escola devidamente fardados, Letícia e o ursinho Billy. Hoje em dia, o ursinho já fica em casa. Isso foi uma grande conquista realizada em parceria com os pais”, conta a Ramona.

O medo do novo e a superação individual

Durante a adaptação, a criança divide-se entre o deslumbre perante as possibilidades oferecidas neste novo ambiente e o medo do novo. “O sucesso desse momento inicial só ocorre quando o aluno consegue superar as dificuldades e se apropriar da rotina e dinâmica escolar, dominando os espaços e desenvolvendo uma relação de confiança com os profissionais da escola. É a partir daí que se abre espaço para a curiosidade, para as trocas, interações e aprendizagens”, explica Priscila Griner, diretora da Casa Escola. 

Envolver os pequenos no planejamento desta empreitada é fundamental. Por isso, é ideal levá-la para conhecer a escola antes das aulas se iniciarem, apresentá-la aos espaços, brinquedos etc. As famílias também podem comprar o material escolar junto com as crianças.

Depois desses passos, chega o momento de iniciar as aulas e a presença de alguém em quem a criança confie pode ajudar e muito a adaptação. “Quando ela se apresenta mais sensível e relutante em ficar na escola, é importante, por um lado, acolher a angústia e mostrar-se empático a ela e, por outro, reforçar a sua confiança na escola, deixando claro que ele vai conseguir superar”, destaca Priscila.

Ela orienta que para fortalecer a confiança da criança, é indicado que os pais expliquem com antecedência tudo o que vai acontecer. “É importante falar sobre a escola, os professores e os colegas de turma de maneira entusiasmada. Conte sobre as coisas boas, as brincadeiras, o que ela vai ver e aprender: isso transmite segurança”, recomenda a diretora.

"As atividades escolares fornecem estrutura, ritmo e rotina à vida diária das crianças e jovens, contribuindo para estarem mais ativos", afirma a psicóloga Elaine Eufrásio. E isso na escola, ela reforça, ocorre em várias situações tanto na companhia dos colegas, como sob o olhar atento e cuidadoso dos educadores.

Tags: Educação
A+ A-