Rio Grande do Norte pode exportar melão e melancia para o Chile

O governo do Chile publicou protocolo estabelecendo os requisitos para a importação de melão e melancia produzidos no Brasil.

Mariana Branco, Agência Brasil,

melancia_mO Rio Grande do Norte pode exportar melão e melancia para o Chile. O governo do Chile publicou protocolo estabelecendo os requisitos para a importação de melão e melancia produzidos no Brasil. Na prática, a criação das normas marca a abertura do mercado chileno às duas frutas brasileiras. Em julho do ano passado, uma missão chilena havia visitado os estados do Rio Grande do Norte e Ceará, produtores de melancia e melão, para avaliar os cuidados fitossanitários nas regiões.

Os primeiros contêineres devem ser enviados nos próximos 15 dias, em fase de teste. Aproximadamente 800 toneladas por mês serão enviadas ao Chile.

As regras foram divulgadas no Diário Oficial daquele país no último dia 11, mas o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento recebeu comunicado oficial das autoridades chilenas hoje (19). Atualmente, o Brasil exporta melancia para 11 países, incluindo membros da União Europeia, Mercosul e Rússia. O melão é vendido para 21 países, entre eles o Canadá, os Estados Unidos, a Noruega, a Rússia e integrantes da União Europeia.

A+ A-