Porto de Natal dá início à exportação da safra de fruta 2007/2008

O navio Galaxy Harvest atrasou a saída devido às más condições de navegabilidade.

Gabriela Duarte,
Gabriela Duarte
A carga foi de 3,2 mil pallets de frutas, entre melão e melancia.
A chegada do navio Galaxy Harvest no sábado (25), da empresa de navegação dinamarquesa NYKLauritzenCool, no porto de Natal, deu início oficialmente à safra de fruta 2007/2008.

O embarque inicial ocorreu nesta segunda-feira (27) às 10h, onde a carga foi de 3,2 mil pallets de frutas, entre melão e melancia, cada pallet possui uma tonelada. O volume é o maior a ser transportado em uma viagem inaugural da safra.

Em anos anteriores, a carga atingiu um máximo de 2,7 mil pallets. A previsão para a movimentação total durante o período da safra é de 175 mil toneladas, incremento de 20% com relação às 142 mil toneladas exportadas em 2006.

Apenas a Lauritzen deverá exportar para a safra deste ano cerca de 120 mil pallets a partir do Porto de Natal, para portos europeus de Vigo (Espanha), Sheerness (Inglaterra) e Roterdã (Holanda).

Já na quinta-feira (30), o navio da armadora Summer Wind cumpre agenda semanal de embarque de frutas para essa safra, com cerca de 4 mil pallets de melão.

A regularidade de chegada de navios da Lauritzen no Porto de Natal será às quintas-feiras e previsão de saída na madrugada de domingo para segunda. O navio Galaxy Harvest atrasou a saída devido às más condições de navegabilidade.

Segundo a assessoria da Companhia Docas do RN (Codern), a chegada da empresa Nolem, especializada no segmento fruticultor, e a conseqüente permanência da armadora Lauritzen em operação no porto de Natal, foram responsáveis pela quebra positiva de recordes para a safra deste ano no porto de Natal.

O diretor-presidente da Codern, Renato Fernandes, atribui os resultados, também, à qualificação do porto de Natal, que nos últimos 15 anos tem se especializado no transporte de carga refrigerada, notadamente de frutas.
A+ A-