Fecomércio emite nota sobre novo decreto governamental de isolamento social

Segundo a Federação, havia espaço, agora, para dar início à retomada gradual das atividades econômicas no Rio Grande do Norte.

Da redação,
Divulgação
Fecomércio esperava que o governo estadual desse início agora ao Plano de Retomada Gradual da Atividade Econômica.

SELO-CORONA-100O presidente da Fecomércio, Marcelo Queiroz, posicionou-se na noite desta quinta-feira (4)  sobre o novo decreto estadual que enrijece as medidas de isolamento social e traz um plano de retomada gradual das atividades econômicas a partir do dia 17 de junho condicionado à situação da ocupação de leitos no Estado. 

Na nota, a Federação do Comércio afirma que havia espaço para que o governo estadual implementasse a partir deste novo decreto o Plano de Retomada Gradual da Atividade Econômica, que havia sido apresentado pela classe empresarial à governadora Fátima Bezerra.

Segue a íntegra do posicionamento:

“Na nossa opinião havia espaço, agora, para darmos início ao Plano de Retomada Gradual da Atividade Econômica, que apresentamos ao Governo, até porque se trata de um conjunto de ações transversais e regras de convívio que permitiria fazermos isso com toda a segurança e responsabilidade que o momento exige. Aliás, o plano foi bastante elogiado pelos técnicos da Secretaria de Saúde do RN e pelo Comitê Científico do Estado. No entanto, claro, nós respeitamos a decisão da governadora, até porque é o Governo do Estado que dispõe da visão macro do que está acontecendo, de todos os números e, inclusive, conhece a fundo o seu próprio planejamento de enfrentamento da doença. É quem sabe com certeza, por exemplo, quantos novos leitos será possível abrir nos próximos dias ou quantos testes poderão ser aplicados para, com estratégia, ajudar a manter sob controle o avanço da doença. O que esperamos é exatamente uma assertividade nessas ações e nesse planejamento para que possamos, até o dia 16 de junho, alcançar de fato os números que embasem a aplicação efetiva do Plano de Retomada Gradual da Atividade Econômica.”

Tags: decreto governamental Fecomércio isolamento social nota
A+ A-