Dólar abre em queda, mas se mantém acima do patamar de R$ 5,40

Moeda americana está com valorização superior a 30% em 2020.

Da redação, Estadão Conteúdo,

O dólar iniciou as negociações desta terça-feira (11), em queda, de cerca de 0,6%, cotado a R$ 5,43, em meio a um tom de volatilidade nos mercados internacionais.  A valorização da moeda dos Estados Unidos no Brasil já acumula uma variação superior a 30% em 2020.

No começo do ano, nos primeiros pregões de janeiro, o câmbio girava em torno de R$ 4. O patamar atual, porém, não é o mais alto já registrado em termos nominais, quando não se desconta a inlação. Em 14 de maio, o recorde foi atingido: R$ 5,9718. Após isso, a cotação chegou a ficar abaixo de R$ 4,90, mas, nas últimas semanas, vem se estabilizando perto de R$ 5,40. 

Nas casas de câmbio, de acordo com levantamento realizado pelo Estadão/Broadcast, o dólar turismo é negociado prózimo de R$ 5,70. 

Mercados internacionais 

As Bolsas da Ásia e do Pacífico fecharam sem direção única nesta terça-feira, 11, em meio a expectativas de novos estímulos fiscais nos Estados Unidos e a recente escalada das tensões entre americanos e chineses. 

As Bolsas europeias abriram o pregão desta terça-feira em alta. Às 4h10, no horário de Brasília, a Bolsa de Londres subia 0,90%, a de Frankfurt avançava 0,98% e a de Paris se valorizava 1,02%. Já em Milão, Madri e Lisboa, os ganhos eram de 1,19%, 1,20% e 0,43%, respectivamente.

Tags: Economia
A+ A-