Comércio espera boa movimentação na compra dos presentes para o Dia dos Pais

Presidente da CDL Natal, José Lucena, afirma que as lojas já se adaptaram à nova realidade.

Rafael Araújo,
Rafael Araújo/Nominuto.com
Com retomada de funcionamento dos shoppings, CDL Natal espera bom movimento do comércio impulsionado pelo Dia dos Pais.
O Dia dos Pais, celebrado no próximo domingo (9), será a primeira data comercial após o início da reabertura econômica no Rio Grande do Norte e a expectativa da Câmara dos Dirigentes Lojistas de Natal (CDL Natal) é de bom movimento na procura pelos presentes. Segundo o presidente da entidade, José Lucena, as pessoas terão várias alternativas para comprar, isso porque o período de quarentena potencializou os serviços de vendas online.

“A gente espera que esse dias dos pais seja muito bom, pois os consumidores terão várias alternativas para comprar. Neste período de quarentena as lojas se adaptaram à nova realidade e potencializaram o serviço de vendas online, assim como se adequaram para reabrir as lojas seguindo os protocolos sanitários de combate à pandemia”, disse José Lucena.

Diante dessa situação e da expectativa, o presidente da CDL disse discordar da recente pesquisa divulgada pela Federação do Comércio, Bens, Serviços e Turismo do RN (Fecomércio), divulgada nesta semana, onde aponta que apenas 42,3% dos natalenses estão predispostos a comprar presentes no dia dos pais deste ano. O resultado, de acordo com a Fecomércio, apresenta um recuo de 12,7 pontos percentuais em relação à intenção de consumo registrada no mesmo período de 2019.“Eu vi a pesquisa, mas não concordo. Realizamos uma que mostra um cenário muito mais otimista”, revelou.

Embora os efeitos da crise causada pela Covid-19 ainda estejam impactando negativamente na renda da população 58% dos brasileiros pretendem presentear no Dia dos Pais este ano, o que significa que 91,2 milhões de consumidores devem ir às compras. É o que aponta pesquisa realizada pela CNDL (Confederação Nacional de dirigentes Lojistas) em parceria com a Offer Wise.

Apesar de representar uma queda de 9 p.p. nas intensões de compra em comparação ao ano passado, a data deve movimentar R$ 17,9 bilhões na economia. A pesquisa revela também que o consumidor brasileiro está cauteloso na hora de ir às compras. A maioria dos entrevistados garante que espera gastar o mesmo valor que o último ano com os presentes (37%), enquanto o percentual daqueles que esperam gastar mais passou de 26% na pesquisa de 2019 para 18% na pesquisa deste ano, uma queda de 8 pontos percentuais.

Por outro lado, a fatia dos que pretendem gastar menos saltou de 21% para 34%. Os motivos mais citados para a redução dos gastos são o fato de querer economizar (45%), estar com o orçamento apertado (39%), as incertezas com relação ao cenário econômico (34%) e ter tido redução na renda (30%).

Para o presidente da CDL Natal José Lucena o dia dos pais de 2020 acontece em um momento muito importante para economia com a retomada das atividades comerciais.  “ O dia dos pais é a primeira data comercial de 2020 que acontece com o com o comércio funcionando e com o e-commerce em alta. Então estamos otimistas para os resultados. O comércio está pronto,” afirmou.

Internet será principal local de compra

O fechamento de boa parte do comércio em todo o país, somado à insegurança de grande parte da população em retornar às lojas físicas levaram a um aumento das compras pela internet e também no número de empresas que abriram canais on line de venda e atendimento ao consumidor.

De acordo com a pesquisa, 39% dos consumidores realizará suas compras pela internet, enquanto 24% afirmam que farão em shopping centers e 16% em lojas de departamento. Entre os que pretendem realizar compras pela internet, 79% farão via sites, 58% em aplicativos e 19% no Instagram. 79% pretendem pesquisar preços antes de fazer as compras, seja pela internet (78%) ou em lojas físicas (65%).

Os números da local de compram revelam segundo o presidente da CDL que o comércio vive um momento hibrido, com loja on-line e física trabalhando as ofertas, fato que ele avalia como vantajoso.  “Temos agora opções para todos os tipos de consumidores. Aquele que prefere por segurança comprar online, e aquele que gosta de comprar em loja física, e agora tem a oportunidade de fazer já que o comércio está aberto. Lembrando que é necessário cumprir os protocolos de segurança, usar máscara, e evitar aglomerações ”, comentou ele.

Roupas e perfumes serão os presentes mais procurados. Gasto médio com presentes é de R$ 196

Os presentes mais procurados por quem vai presentear serão as roupas (48%), os perfumes/cosméticos (33%), calçados (28%) e os acessórios (26%). A maior parte dos entrevistados afirma que pretende fazer as compras na primeira semana de agosto (52%). Por outro lado, 24% pretendiam ir às compras ainda no mês de julho e 8% deixarão para a última hora e comprarão o presente no fim de semana do Dia dos Pais. Em média, os consumidores pretendem gastar R$ 196 ao todo. 79% pretendem pagar o presente à vista, principalmente no dinheiro (46%) e no cartão de débito (28%).

Quando perguntados sobre quais são os fatores que mais influenciam na escolha do local de compra dos presentes, a maior parte dos consumidores (47%) menciona o preço como fator determinante, seguido das promoções e descontos (37%), da qualidade dos produtos oferecidos (35%) e do frete grátis (28%).

“Diante da crise que vivemos, o consumidor está cauteloso para consumir e é importante o lojista oferecer opções de menor custo e conveniência para presentear nas datas comemorativas. O momento é de se adaptar, estar disponível em diversos canais de atendimento, oferecer entregas e alternativas que tornem a compra mais conveniente e segura para o consumidor”, José César da Costa.

Metodologia

Público alvo: Consumidores das 27 capitais brasileiras, homens e mulheres, com idade igual ou maior a 18 anos, de todas as classes econômicas (excluindo analfabetos) e que pretendem realizar compras para o Dia dos Pais deste ano.

Método de coleta: pesquisa realizada pela web e pós-ponderada por sexo, idade, estado, renda e escolaridade.

Tamanho amostral da Pesquisa: 1.006 casos em um primeiro levantamento para identificar o percentual de pessoas com intenção de comprar presentes para o Dia dos Pais. Em seguida, continuaram a responder o questionário 610 casos, somente com os que tinham a intenção de compra. Resultando, respectivamente, em margem de erro no geral de 3,1 p. p. e 4,0 p. p. para um intervalo de confiança a 95%.

Tags: Dia dos Pais Economia
A+ A-