Caixa pagou R$ 76,6 bi em auxílio emergencial

Ao todo, 58,6 milhões de pessoas já receberam alguma parcela do benefício desde abril.

Da redação, Agência Brasil,
Cleber Mendes/Meia Hora
Nesta sexta-feira, puderam sacar a primeira parcela em dinheiro os beneficiários nascidos em dezembro.

A Caixa Econômica Federal pagou R$ 76,6 bilhões de auxílio emergencial, somadas ambas as parcelas, informou nesta sexta-feira (29) o presidente do banco, Pedro Guimarães. No total, 58,6 milhões de pessoas receberam alguma parcela do benefício desde que o programa foi criado, em abril, para ajudar as pessoas a enfrentar os impactos da crise causada pela pandemia de covid-19.

Considerando apenas a segunda parcela, que começou a ser paga no último dia 19, 50 milhões de brasileiros receberam R$ 35,5 bilhões. O auxílio emergencial é de R$ 600 (R$ 1,2 mil para mães solteiras), por parcela.

Do total pago até agora, R$ 30,3 bilhões foram para beneficiários do Bolsa Família, R$ 14 bilhões para aqueles inscritos no Cadastro Único para os Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) e R$ 32,3 bilhões para trabalhadores informais que se cadastraram pelo site ou pelo aplicativo Caixa Auxílio Emergencial.

O banco recebeu 106,6 milhões de solicitações de cadastro no aplicativo e no site, das quais 101,2 milhões foram processadas até agora. O cadastro no programa pode ser feito até o dia 3 de junho.

Do total de cadastros processados, 59 milhões foram considerados elegíveis e 42,2 milhões inelegíveis. Cerca de 10,6 milhões de pessoas ainda aguardam para saber se terão o benefício: 5,5 milhões de cadastros estão em primeira análise e outros 5,2 milhões em reanálise, quando o cadastro foi considerado inconsistente e a Caixa permitiu a correção de informações.

Saques

Hoje puderam sacar o auxílio emergencial 2,5 milhões de pessoas. Desse total, 600 mil tiveram a primeira parcela liberada no último dia 15 e 1,9 milhão de beneficiários do Bolsa Família estão recebendo a segunda parcela. O calendário escalonado de retiradas obedece ao mês de nascimento, no caso da retirada da primeira parcela, e do final do Número de Inscrição Social (NIS) para os inscritos no Bolsa Família.

Os trabalhadores informais e os inscritos no CadÚnico estão recebendo o benefício apenas por meio da conta poupança digital e só poderão sacar ou transferir o dinheiro a partir de amanhã (30), conforme o mês de nascimento. Neste sábado, a Caixa abrirá 2.213 agências das 8h às 12h para o saque em espécie da segunda parcela por beneficiários dessas categorias.

Até agora, os trabalhadores informais e os inscritos no CadÚnico só podiam movimentar a segunda parcela por meio do aplicativo Caixa Tem, que permite o pagamento de boletos bancários, de contas domésticas (água, luz, telefone e gás) e compras em sites de estabelecimentos parceiros.

A partir de hoje (29), o aplicativo Caixa Tem permite o pagamento de compras por meio do celular em 3 milhões de estabelecimentos comerciais em todo o país. Bastará o beneficiário escolher a opção “pagar na maquininha” e apontar a câmera do celular para o código QR (espécie de código de barras) que aparece nas maquininhas das operadoras Cielo e Get Match.

Segundo Guimarães, foram registradas poucas filas nas agências hoje. O principal motivo, explicou ele, é a crescente utilização do aplicativo Caixa Tem e do cartão de débito virtual para movimentar as contas poupança digitais. “Isso representa cerca de oito vezes o volume de pessoas que sacaram nos caixas eletrônicos, nas lotéricas e na boca do caixa [das agências]”, disse.

Em relação ao cartão de débito, Guimarães disse que ontem (26) foram registradas 1,4 milhão de transações por meio do Caixa Tem, no valor de R$ 414,5 milhões. Desse total, o pagamento de boletos e de contas domésticas somou 984,9 mil transações, no valor de R$ 262,2 milhões; e o pagamento pelo cartão de débito virtual totalizou 492,1 mil transações, no valor de R$ 152,3 milhões.

Calendário

Nesta sexta, puderam sacar a primeira parcela em dinheiro os beneficiários nascidos em dezembro. Beneficiários do Bolsa Família com o Número de Inscrição Social (NIS) terminado em 0 também puderam retirar o dinheiro. Na última terça-feira (26), a Caixa terminou de depositar a segunda parcela na conta poupança digital dos trabalhadores informais e dos inscritos no CadÚnico.

O calendário para saques da segunda parcela é diferente do calendário do crédito nas contas digitais e começa amanhã, para os nascidos em janeiro. Em 1º de junho, os saques serão permitidos para quem nasceu em fevereiro, seguindo nessa ordem até 13 de junho para os nascidos em dezembro. No dia 7 de junho (domingo) não haverá saques.

Tags: Auxílio emergencial Caixa Econômica Federal Economia
A+ A-