Auxílio emergencial injeta R$ 1,9 bilhões na economia do Rio Grande do Norte

Com a inclusão de novas parcelas, anunciadas pelo governo federal, esse valor deve passar dos R$ 3 bi.

Da redação,
Arquivo/Agência Brasil
Das 108,4 milhões de pessoas cadastradas no programa de auxílio emergencial, 106,3 milhões de cadastros foram processados.

Os pagamentos das três primeiras parcelas do auxílio emergencial, benefício financeiro destinado aos trabalhadores informais, microempreendedores individuais (MEI), autônomos e desempregados, são responsáveis por injetar na economia do Rio Grande do Norte R$ 1,9 bilhões, segundo informações da Caixa Econômica Federal. Com a inclusão de novas parcelas, anunciadas pelo presidente Jair Bolsonaro na noite de quinta-feira (25), esse valor deve passar dos R$ 3 bilhões.

Durante coletiva de imprensa realizada pela CEF nesta sexta-feira (16), o valor pago às cinco regiões do País é de R$ 90,8 bilhões: R$ 40,9 bilhões para inscritos no Bolsa Família, R$ 14 bilhões para inscritos no Cadúnico e R$ 35,9 bilhões para inscritos pelo app/site do auxílio. A maior parte foi paga no Nordeste (R$ 33 bilhões). Ainda de acordo com o banco, R$ 2,75 bilhões já foram gastos pelos beneficiados em compras com cartão de débito virtual.

Das 108,4 milhões de pessoas cadastradas no programa, 106,3 milhões de cadastros foram processados. Foram considerados elegíveis 64,1 milhões de beneficiários, outros 42,2 milhões foram considerados inelegíveis, 2 milhões estão em primeira análise e 1,3 milhão estão em reanálise.

Amanhã (27), a Caixa irá disponibilizar mais R$ 19,7 bilhões para 31 milhões de pessoas que receberão a terceira parcela do benefício. Já na segunda parcela dos contemplados no lote 2 são 8,7 milhões de beneficiários (tiveram crédito da parcela 1 realizado entre 16/05 e 29/05) que receberão R$ 5,5 bilhões. No caso da primeira parcela dos aprovados dentro do lote 4 são 1,1 milhão de beneficiários que receberão cerca de R$ 700 milhões.

Todos os beneficiários vão receber o dinheiro em uma conta digital, mesmo aqueles que indicaram conta de outro banco no cadastro. A prioridade da Caixa é manter o atendimento digital, de forma a evitar aglomerações de pessoas nos pontos de atendimento, seguindo os protocolos de prevenção do período de pandemia.

Tags: auxílio emergencial economia injeção RN
A+ A-