Aftosa: auditores estão em Caicó

Profissionais do Ministério da Agricultura e da Pecuária estão visitando todo o Estado para avaliar trabalho no combate a febre aftosa.

Karla Larissa,
A auditoria que vai avaliar se o Rio Grande do Norte poderá mudar de nível de risco contra a febre aftosa, que teve início nesta segunda-feira (27) deve durar até esta sexta-feira (31). Os auditores do Ministério da Agricultura e Pecuária estão visitando as Unidades Local de Sanidade Animal e Vegetal (Usavs) de todo o Estado.

De acordo com o diretor geral do Instituto de Defesa Agropecuária (Idiarn), Romildo Pessoa, os auditores já fizeram avaliação das Usavs de Parnamirim e Nova Cruz e nesta quarta-feira (29) estão auditando a Usav de Caicó.

Segundo Romildo Pessoa, os auditores estão analisando toda a documentação dos trabalhos do Idiarn e avaliando o conhecimento técnico dos médicos veterinários do quadro. “Cada visita demora entre cinco a seis horas e os auditores avaliam os conhecimentos técnicos e operacionais”, explica.

Pessoa afirma que os auditores não fazem nenhum pronunciamento de como está o andamento da auditoria, mas que, de acordo com diretores do Idiarn, o Estado estaria se saindo bem. “Até eles se pronunciarem, ficamos na dúvida. Mas estamos confiantes. Depois da auditoria, os fiscais têm até 30 dias para apresentarem o relatório ao departamento de sanidade animal do Ministério”, declara.
A+ A-