Rosália Fernandes diz que plano diretor não atende necessidades da população

Candidata a prefeita pelo PSTU diz que proposta é voltado para especulação imobiliária.

Flávio Oliveira,
Reprodução/Diário da Manhã
Candidata do PSTU à Prefeitura do Natal, Rosália Fernandes, concedeu entrevista para o programa Diário da Manhã, nesta quinta-feira.

SELO-ELEIÇÕES-100A candidata à Prefeitura do Natal, Rosália Fernandes (PSTU), criticou a atual administração da capital e disse que é necessário rever a proposta do plano diretor. A assistente social concedeu entrevista para o programa Diário da Manhã, nesta quinta-feira (22).

Rosália disse que o projeto em discussão atende somente a especulação imobiliária e ignora outros problemas da cidade. “O plano diretor de uma cidade ele tem que ser pensado a partir das necessidades e das condições de vida da população. Esse plano que aí está, não apenas esse agora, mas todos os outros, não vêem isso. É um plano que é voltado apenas para a especulação imobiliária. Ou seja, para o capital imobiliário”, criticou.

A candidata defendeu um plano mais inclusivo e disse que pretende reformular todo o projeto para que atenda os natalenses. “Nós somos contrários a esse plano. Nós temos que pensar uma proposta que atenda as necessidades da população, que é saneamento, que apenas cerca de 40% da população de Natal tem acesso a esgotos. Nós temos que utilizar esses terrenos públicos que estão desocupados para construção de escolas e creches. Porque nós temos cerca de 40 mil crianças de 0 a 14 anos fora da escola. Esses espaços nós temos que pensar na construção de postos de saúde”, pontuou Fernandes.

“Nós temos que ter uma visão não que exclua a população que mora na cidade, porque essa é a lógica do plano diretor do prefeito. Nós temos que pensar em um plano que inclua e não de exclusão, que é a proposta que foi apresentada e que ficou para ser votada no próximo ano”, defendeu a candidata do PSTU.


Confira a entrevista na íntegra:


Tags: Diário da Manhã Eleições 2020
A+ A-