Espetáculo "Zila, Poesia Que Pulsa" estreia hoje com transmissão gratuita pelo Youtube

Montagem é um passeio pela vida e obra da poetisa paraibana, radicada em Natal, Zila Mamede.

Da redação,
Divulgação

Uma montagem que encontra inspiração na obra da grande poetisa paraibana, radicada em Natal, Zila Mamede, em seus conflitos, dúvidas e solidão. Um passeio por sua vida e obra, assim podemos resumir o espetáculo "Zila, Poesia que Pulsa", que o público poderá assistir gratuitamente neste sábado (27), a partir das 20h pelo canal da Idearte Produções no Youtube.

Com texto e direção de produção do jornalista, produtor e gestor cultural Amaury Júnior, o espetáculo é protagonizado pela atriz Eliene Albuquerque. Experiente e aberta a novos desafios, a veterana artista se define como uma operária do teatro e todo dia se dispõe a produzir e exercitar o fazer teatral, sua matéria prima.

A atriz se desafia a todo tempo neste trabalho e acredita muito no método de criação colaborativa. Eliene mergulhou de cabeça no universo de Zila Mamede, para compor do seu modo, sendo máximo possível fiel à poetisa. A direção artística, cenografia, visagismo, iluminação e sonoplastia são assinadas pelo artista Clenor Júnior.

A ideia de pesquisar a vida e obra de Zila Mamede nasceu da importância de se propagar ainda mais o legado literário da escritora para os jovens do Rio Grande do Norte e do Brasil. Zila da Costa Mamede foi uma importante poetisa e bibliotecária brasileira. Este projeto é realizado com recursos da Lei Aldir Blanc de Emergência Cultural, via Prefeitura do Natal e Governo Federal.

Sobre Zila Mamede

Nasceu na Paraíba mas está mais ligada às letras e à cultura do Rio Grande do Norte, onde viveu a maior parte de sua vida e onde o mar a levou para sempre. Formada em biblioteconomia, tendo exercido cargos de importância no Instituto Nacional do Livro (em Brasília) e como diretora da Biblioteca Central da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Seus principais livros:Rosa de Pedra(1953),Salinas(1958), O Arado (1959),Exercício da Palavra(1975),A Herança(1984) eNavegos(Poesia reunida 1953-1978).Poeta sutil, elegante, de um lirismo contido e introvertido, de solidão e paixão mas também, não raras vezes, com um fundo social relativo às temáticas do sertão nordestino. Drummond tinha-a entre suas predileções.

Serviço:

Espetáculo “Zila, Poesia que Pulsa”

27 de fevereiro de 2021, sábado, 20h

Classificação livre

Transmissão gratuita pelo Youtube @IdearteProducoes

Tags: espetáculo Zila Mamede Zila, Poesia que Pulsa
A+ A-