Natália Bonavides é a única da bancada potiguar a votar contra projeto de auxílio a estados

Deputada diz que PL trazia aspectos negativos ao RN, como a perda de R$ 240 milhões e congelamento de salários.

Da redação,
Gustavo Bezerra/Arquivo/PT
Deputada federal pelo RN, Natália Bonavides, disse que projeto aprovado na Câmara provoca perda de R$ 240 milhões para o Estado.

Dos oito deputados da bancada potiguar, apenas Natália Bonavides (PT) votou contra o projeto aprovado na Câmara que destina ajuda de R$ 125 bilhões para os estados, o Distrito Federal e os municípios em razão da pandemia de Covid-19. O texto encaminhado pelo Senado substitui versão aprovada em abril pela Câmara (PLP 149/19) e retornará para análise dos senadores.

Desse total de recursos, o Rio Grande do Norte poderá ser contemplado com R$ 946 milhões, sendo R$ 597 milhões para o Estado e R$ 349 milhões distribuídos entre os municípios.

Em nota, Natália Bonavides justificou a decisão de votar contra o Projeto de Lei 39/2020 por entender que seria mais benéfico para o Estado a aprovação de um texto substitutivo, que garantiria mais R$ 240 milhões para o RN e que não prejudicaria os servidores públicos com o congelamento dos salários.

Confira a nota na íntegra da deputada Natália Bonavides:

Não procede a informação de que a deputada Natália Bonavides (PT/RN) foi contra o socorro do Governo Federal para o estado do RN e para os 167 municípios. Muito pelo contrário, a deputada defendeu um outro texto que garantia mais de 240 milhões de reais a mais para o Rio Grande do Norte.

O texto que acabou de ser aprovado na Câmara (PLP 39/2020) teve dois aspectos extremamente negativos: fez o Rio Grande do Norte perder mais de 240 milhões de reais em recursos para combate ao coronavírus em relação à outra proposta; e trouxe uma série de ataques ao serviço público que pode resultar em seu sucateamento logo quando a população mais precisa.

Com o voto contrário ao PLP 39/2020, a deputada defendeu a votação do texto substitutivo (emenda de plenário n. 31), protocolado pelo PT, que garantia mais de 240 milhões a mais ao Rio Grande do Norte e que não atacava o serviço público com a proibição de novos investimentos e com o congelamento de salários – incluindo, por exemplo, de professores e de coveiros.

A verdade: lutamos para que a Câmara dos Deputados garantisse mais recursos para os estados. Com a proposta aprovada, o RN e seus trabalhadores saíram perdendo.

Natália Bonavides - Deputada Federal (PT/RN)

Tags: Auxílio a estados Natália Bonavides Política
A+ A-