Governo contrata banca realizadora do concurso da Fundase

O Estado e a banca contratada vão agora discutir as minúcias que demandam a realização do concurso.

Da redação,
Divulgação
Valor do contrato foi de R$2,06 milhões, representando uma economia na ordem de R$90 mil em relação ao valor consignado inicialmente para os serviços.

O concurso público para o provimento de cargos efetivos na Fundação de Atendimento Socioeducativo do Rio Grande do Norte (Fundase) está próximo de se tornar realidade. Ontem (9), foi publicado o extrato do contrato firmado entre o Governo do Estado, por meio da Secretaria da Administração (Sead), e o Instituto AOCP (Assessoria em Organização de Concursos Públicos), que será responsável pela organização, realização, processamento e divulgação de resultado final do certame.

O valor do contrato foi de R$2,06 milhões, representando uma economia na ordem de R$90 mil em relação ao valor consignado inicialmente para os serviços.

O próximo passo diz respeito à publicação do edital. Segundo o subsecretário de Recursos Humanos da Sead, Ediran Teixeira, o Governo e a banca contratada vão agora discutir as minúcias que demandam a realização do concurso. “Não há fases só de provas, tem exame psicológico, curso de formação, recursos para cada fase. A intenção é lançar um edital bem-feito, para evitar demandas judiciais".

Sobre o concurso público

O concurso da Fundase/RN terá vagas para os níveis médio e superior distribuídas entre Natal/Parnamirim, Mossoró e Caicó. Das 577 vagas, 61 serão para o cargo de analista socioeducativo, com exigência de nível superior em Serviço Social (23); Pedagogia (15); e Psicologia (23).

Também com exigência de nível superior, em qualquer curso, serão ofertadas 420 vagas para o cargo de agente socioeducativo. Serão 250 oportunidades para Natal/Parnamirim, 115 para Mossoró e 55, Caicó.

Para o cargo de analista administrativo, serão ofertadas 24 vagas, distribuídas entre contador (1); graduação em Gestão Pública (11); analista de sistemas (1); arquiteto (1); bacharel em Direito (6); engenheiro da Computação (2); e nutricionista (1).

Ainda haverá oportunidades para técnico de nível superior (17) e técnico de nível médio (55).

A seleção dos cargos de analista socioeducativo, analista administrativo e técnico de nível superior contará com provas objetiva (conhecimentos gerais e específicos) e discursiva, de avaliação de títulos, investigação social e exame toxicológico.

Já os futuros agentes socioeducativos passarão pelas mesmas etapas mais teste de aptidão física e curso de formação, enquanto o certame para os cargos de técnico de nível médio terá apenas prova objetiva, investigação social e exame toxicológico.

Tags: banca Fundase Fundase-RN governo do rn Instituto AOCP Secretaria da Administração
A+ A-