Comissão organizadora decide adiar provas do concurso para Polícia Civil no RN

Reunião extraordinária ocorreu nesta segunda-feira após agravamento dos indicadores da pandemia no Estado.

Da redação,
Divulgação/Polícia Civil
Concurso para a Polícia Civil do RN conta com 61.098 inscritos, entre agentes (32.278), delegados (24.083) e escrivães (4.737).

A Polícia Civil do Rio Grande do Norte divulgou uma nota na noite desta segunda-feira (22), informando que, após reunião extraordinária realizada hoje, a Comissão Especial do Concurso Público da Polícia Civil decidiu, por unanimidade, pelo adiamento das provas, marcadas para os dias 7 e 14 de março.

Segundo a nota, decisão ocorreu em face do agravamento dos indicadores da pandemia, conforme dados estatísticos e análise por parte do Comitê de Especialistas da Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap).

A Polícia Civil afirma ainda que "a Comissão continuará vigilante e atenta à mudança dos fatos ensejadores da decisão atual, para que, tão logo a situação da pandemia seja estabilizada no Estado, o processo seletivo tenha prosseguimento, o que é do total interesse da instituição".

O concurso da Polícia Civil do RN recebeu mais de 60 mil inscrições, entre agentes (32.278), delegados (24.083) e escrivães (4.737). A concorrência varia de 140,3 a 512,4 candidatos por vaga. Ao todo, são 23.847 mulheres e 37.251 homens inscritos.

O órgão está há mais de 10 anos sem realizar certames o que acabou reduzindo o efetivo de homens à disposição da Segurança Pública do Estado. Segundo números da Associação de Delegados da Polícia Civil do RN (Adepol), a atual quantidade de servidores do setor é correspondente apenas a 26% do necessário. Ou seja, das mais de 5 mil vagas disponíveis, apenas 1,3 mil estão ocupadas por servidores.

Tags: adiamento das provas concurso público covid-19 novo coronavírus pandemia Polícia Civil RN
A+ A-