Especialista chama atenção para importância da gestão marca pessoal

Profissional liberal tem características diferentes do profissional autônomo; especialista internacional dá dicas de como fortalecer marca pessoal.

Da redação,
Divulgação
Daniela Viek, explica que são muitos os desafios no mercado de trabalho ao redor do mundo, principalmente para os profissionais liberais.

Ter conhecimentos em gestão, administração, comunicação, jurídico, marketing e vendas, entre outros. Embora esses temas sejam pouco comentados, essa é a realidade que vivenciam muitos profissionais liberais que fazem tanto as atividades burocráticas como as técnicas inerentes a sua atividade profissional. E debater o profissionalismo liberal, que tem seu dia celebrado em 27 de maio, é essencial para a especialista internacional em Personal Branding, Daniela Viek. 

Nos tempos atuais, é cada vez mais comum os trabalhos sem vínculos empregatícios, os famosos freelas (trabalhos temporários). Esse tipo de contratação é feito tanto por empresas, dos mais diversos portes, como também, por profissionais autônomos e liberais.

Daniela, explica que são muitos os desafios no mercado de trabalho, principalmente para os profissionais liberais. “Há mercados mais competitivos que outros, logo, o profissional liberal que entender que precisa considerar sua marca pessoal no desenvolvimento de sua carreira, poderá obter vantagem competitiva diante dos demais que não. Lembrando que profissionais liberais não podem ser Microempreendedor individual (MEI)”.

Algumas das categorias profissionais liberais mais conhecidas são os administradores, advogados, engenheiros, médicos, entre outros. De acordo com a Confederação Nacional das Profissões Liberais (CNPL), no Brasil há 55 categorias de Profissionais Liberais e cerca de 15 milhões de profissionais em todo o País, em 2022.

Apoio personalizado

Com a pandemia do Covid-19, o trabalho remoto virou realidade e, automaticamente, trouxe oportunidades a nível global para muitos profissionais liberais. Ao mesmo tempo que, diversos profissionais sentiram dificuldades, procurando então auxílio profissional especializado para serem mais competitivos no mercado.

Para muitos profissionais liberais, a maior dificuldade está na tomada de decisão assertiva (não querem perder tempo e nem dinheiro). “Diferente de uma grande empresa, os profissionais liberais possuem recursos limitados para investir e precisam de um especialista para ajudá-los nas ações que trarão estes resultados para seus negócios. Como uma profissão e processo multidisciplinar, o Gerenciamento de Marcas Pessoais (Personal Branding) envolve muitas temáticas, entre elas: Identidade, Imagem, Reputação, Competências, Metas e Objetivos, Networking, Posicionamento Digital, Comunicação, Storytelling, Pitch, Planejamento e Gerenciamento... etc.”, destaca Viek. O mesmo pensamento é validado pela psicóloga organizacional, Leidiane Martinez, da Core Psicologia. “Muitos profissionais precisam melhorar suas habilidades, mas falta uma gestão mais consciente da marca pessoal porque apesar de saber o que precisa melhorar não o fazem. O apoio especializado de profissionais contribuem para mudar essa realidade”, lembra. 

A especialista internacional também destaca que durante a pandemia seus atendimentos aumentaram em 100%, crescemos tanto em faturamento quanto em novos clientes chegando de diversas partes do mundo através das soluções de sua empresa, principalmente de profissionais liberais que buscam se posicionar de maneira sustentável e se destacar no mercado. 

“O Branding Pessoal ajuda a alinhar as metas e objetivos profissionais com a visão de curto, médio e longo prazo à ações efetivas diárias, ajuda na identificação do público ao qual o profissional liberal deseja se comunicar e alcançar com seus produtos e serviços, ajudará este profissional também a alinhar sua identidade, imagem e reputação e o que particularmente eu chamo e trabalho na minha metodologia exclusiva nas consultorias, o MétodoYOU de “desenvolver a competência do Personal Branding”, ou seja, como fazer de maneira contínua e não isolada, a “autogestão da marca pessoal” através de mindset, comportamentos, estratégia, processos, ferramentas e indicadores".


Confira o que fazer com constância para crescer no mercado com as dicas da especialista internacional em Personal Branding, Daniela Viek:

Busque sempre o seu melhor naquilo que faz; o mercado não para de evoluir e você também não pode parar;

Preocupe-se em resolver, de fato, problemas de seus clientes - eles são as suas maiores oportunidades de se tornar cada vez melhor no que faz e mais relevante;

Ser primeiro, projetar depois; invista em desenvolver competências diferenciadoras em seu mercado, invista em ter resultados e depois em comunicá-los;.

Discursos alinhados com a prática em todas as esferas – promessas alinhadas com as entregas;

Nunca minta sobre resultados e não crie uma imagem e um discurso que não pode sustentar em longo prazo, pode afetar sua reputação e credibilidade.

Tags: Brasil Comunicação
A+ A-