Três pessoas de uma mesma família morrem após desabamento de falésia em Pipa

Vítimas são um homem de 32 anos, a esposa e uma criança de sete meses de vida.

Da redação,
Divulgação/Redes sociais
Populares socorrem vítimas atingidas por desabamento de falésia na Praia de Pipa, nesta terça-feira.

Parte de uma falésia desabou nesta terça-feira (17)  na praia de Pipa, em Tibau do Sul. A Polícia Militar confirmou que as vítimas são um homem, uma mulher e uma criança de idade ainda não informada, que foram atingidas pelo desmoronamento e vieram a óbito. Eles estavam sentados perto da falésia.

Uma das vítimas foi identificada como Hugo Pereira, de 32 anos. Ele era gerente de recepção no hotel Sunbay e aproveitava o dia de folga na praia, acompanhado da esposa, a psicóloga Stella Souza, além do filho do casal, um bebê de 7 meses, e do cachorro da família, quando ocorreu o acidente. O casal foi alertado dos riscos por um fiscal da prefeitura, pouco antes do acidente.

O Corpo de Bombeiros foi acionado e encaminhou equipes para o salvamento. O oficial de serviço, capitão Fonseca, informou que pessoas ligaram para a corporação comunicando que teriam pelo menos três pessoas mortas.

“São três vítimas fatais, de acordo com a informação repassada dos populares para o centro de gerenciamento, mas ainda estamos aguardando um retorno da equipe que está atendendo a ocorrência para confirmar oficialmente”, disse o capitão Fonseca. Entretanto, a Polícia Militar confirmou as três mortes.

As vítimas, conforme relatos de moradores da praia aos policiais e bombeiros militares que atenderam a ocorrência, moravam próximo do local. A assessoria de imprensa do Corpo de Bombeiros disse que a família é de Jundiaí, no interior paulista, e morava há dois anos na praia da Pipa. O porta-voz da Polícia Militar do Rio Grande do Norte, tenente-coronel Eduardo Franco, informou que as vítimas estavam no trecho da praia e não em cima da falésia.

Também não há informações de que o desmoronamento tenha sido causado por pessoas que estivessem em cima da falésia, pois elas também teriam caído, segundo o oficial. O delegado de Polícia Civil da Praia da Pip foi local do acidente para apurar mais informações sobre as causas dessa fatalidade e analisar a abertura de um Inquérito Policial.

Os bombeiros trabalham na remoção das pedras e areia no local do acidente com a ajuda de moradores da região. Peritos do Instituto Técnico-Científico de Perícia do Rio Grande do Norte (Itep) foram encaminhados para a praia para efetuar a remoção e possível identificação dos corpos.

A base dessa falésia fica na Baía dos Golfinhos, na praia da Pipa, no município de Tibau do Sul, a cerca de 84 quilômetros da capital Natal, no Rio Grande do Norte. A queda de parte de escarpas como as de Pipa não é incomum. Sujeitas à ação da maré, as falésias sofrem erosão, o que acaba por fazer com que parte da parede rochosa se solte.

Pelo twitter, o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, lamentou o acidente e manifestou solidariedade aos familiares e amigos das vítimas.


Confira o vídeo:


Tags: Corpo de Bombeiros Pipa
A+ A-