Servidores da Justiça estadual paralisam as atividades nesta quarta-feira (12)

Paralisação tem como objetivo protestar contra 'tratamento desigual' exercido pelo presidente do TJ/RN.

Redação,
Os servidores da Justiça estadual vão paralisar as atividades nesta quarta-feira (12), e às 14h será realizada uma assembléia da categoria, em frente ao Tribunal de Justiça. A decisão foi tomada em assembléia realizada na última terça-feira (4). Segundo os servidores, a paralisação tem como objetivo protestar pelo que consideram um "tratamento desigual" dispensado pelo presidente do TJ/RN, desembargador Oswaldo Cruz. Eles reclamam que apenas parte dos servidores presta turno de oito horas de trabalho. 

Segundo Domingos Sávio Bezerra, presidente do Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário do Estado do Rio Grande do Norte (Sisjern), a principal reivindicação da categoria é um tratamento uniforme para todos os servidores.

“Enquanto na sede do Tribunal (Secretaria do TJ) os servidores, a maioria amigos e parentes da 'alta corte', gozam do privilégio do expediente em dois turnos de seis horas e sequer batem ponto, o 'baixo clero', servidores ligados à Corregedoria (Comarcas do Estado), aprovados em concurso público, que atendem diretamente à população e batem ponto quatro vezes por dia, são submetidos ao regime desgastante de oito horas”, protesta o sindicalista. 

A direção do Sisjern ainda defende que o presidente do Tribunal revogue os efeitos da Portaria nº 620-TJ, que acaba com os dois turnos de seis horas para todos os servidores.
A+ A-