Rogério Marinho faz vistoria em obra de residencial em Parnamirim

Composto por três etapas, condomínio vai contar 768 apartamentos e beneficiar mais de 3 mil pessoas de baixa renda da cidade potiguar.

Da redação,

O ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, vistoriou nesta quinta-feira (17) as obras do Residencial Irmã Dulce, em Parnamirim. O empreendimento, cujas obras ficaram paradas por três anos, vai contar com 768 apartamentos e beneficiar mais de 3 mil pessoas de baixa renda da cidade potiguar. No total, os investimentos federais no condomínio são de R$ 53 milhões.

“Obra parada é um prejuízo para a população, um prejuízo para aquele que paga impostos e uma falta de respeito ao recurso público”, ressaltou Marinho. “O compromisso do governo é que as obras que estão paralisadas por todo o Brasil sejam retomadas. Herdamos mais de 150 mil unidades habitacionais nessa situação”, completou o ministro.

Marinho destacou que vistorias como a de hoje são importantes para verificar a qualidade do material utilizado e como os recursos públicos vêm sendo aplicados. “O cidadão que será beneficiado tem que ter uma habitação digna para receber a sua família”, destacou o ministro.

Durante a visita, Marinho anunciou a retomada, em breve, das obras do Residencial Ilhas do Caribe, também em Parnamirim, que estavam paradas desde agosto de 2019. O empreendimento, quando concluído, terá 496 unidades e beneficiará cerca de 2 mil pessoas.

Entrega de residencial em Natal

Nesta sexta-feira (18), às 10h30, o ministro Rogério Marinho entrega o Residencial Professora Noilde para 224 famílias de baixa renda de Natal. No total, o empreendimento recebeu R$ 15,3 milhões em investimentos federais, incluindo aporte para a retomada da obra. As moradias fazem parte do Complexo Village, que vai abrigar 1.792 famílias potiguares.

Em 2020, o Ministério do Desenvolvimento Regional já investiu mais de R$ 1,18 bilhão do orçamento da União no programa de habitação popular. Do total, R$ 912 milhões foram destinados à continuidade de obras de moradias para atender beneficiários da Faixa 1, que compreende grupos familiares com renda mensal de até R$ 1,8 mil.

Também foram entregues 212 mil residências do programa até o fim de julho. Destas, 26 mil para famílias de baixa renda. Além disso, mais de 189 mil unidades habitacionais foram contratadas para as Faixas 1,5; 2; e 3 – financiadas com recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

Tags: Parnamirim Residencial Irmã Dulce Rogério Marinho vistoria
A+ A-