Natal, Mossoró e Caicó seguem com retomada gradual da economia

Prefeituras vão contra decisão estadual de suspender segunda parte da flexibilização.

Rafael Araújo,
Divulgação
Apesar do Estado não ter reduzido para 80% a taxa de ocupação de leitos, os municípios de Natal, Mossoró e Caicó seguem com a flexibilização.

SELO-CORONA-100Três dos principais municípios do Estado: Natal, Mossoró e Caicó, estão seguindo com os seus planos de retomada econômica, mesmo diante da postura do Governo, que suspendeu nesta terça-feira (7), a segunda parte da implantação do plano de flexibilização do Estado, que começaria hoje.

A decisão pela suspensão foi anunciada pela governadora Fátima Bezerra, em coletiva de imprensa na tarde de ontem. Para tomar tal decisão, a gestora estadual revelou que o Estado não conseguiu reduzir a taxa de ocupação dos leitos para 80%, que era uma condição prevista em decreto para continuidade da retomada econômica.

“Nós quando resolvemos autorizar o início da retomada parcial de uma pequena parte das atividades econômicas o fizemos com base nas tendências que estavam em curso. A taxa de transmissibilidade que havia tido uma redução ao mesmo tempo em que nós colocávamos que para dar continuidade a essa retomada nós precisaríamos também que a taxa de ocupação de leitos ficasse inferior a 80%”, explicou Fátima.

A Prefeitura do Natal, por exemplo, autorizou nesta quarta-feira a reabertura de várias lojas e inclusive o funcionamento de shoppings com a entrega de produtos nos estacionamentos.

Também ignorando o decreto estadual, a Prefeitura de Mossoró informou ontem que manteve inalterado o plano municipal sobre a retomada dos segmentos do comércio e serviços na cidade. Com isso, nesta quarta-feira (8), o Município segue o cronograma que contempla a fração 2 de reabertura.

Veja quais setores serão reabertos nesta quarta-feira em Mossoró:

LOJAS (Lojas até 600m2 e com “Porta para Rua”)
Lojas de móveis, eletrodomésticos e colchões
Lojas de departamento e magazines (que não funcionem em Shoppings ou
Centros Comerciais);
Agências de Turismo
Lojas de brinquedos, artigos esportivos e de caça e pesca;
Instrumentos musicais e acessórios; equipamentos de áudio e vídeo e Lojas de
eletrônicos/informática e equipamentos de telefonia e comunicação; 7.
Joalherias, relojoarias, bijuterias e artesanatos
Lojas de cosméticos e perfumaria;

Serviços de alimentação
Restaurantes; Lanchonetes; Food-Parks
Até 300m2
4 pessoas por mesa
2m mesa a mesa/ 1m entre pessoas
Proibido de venda e consumo de bebida alcoólica no estabelecimento;

Já o Município de Caicó publicou o decreto Nº 792, no dia 03 deste mês, onde destaca a abertura gradual e responsável de determinadas atividades comerciais, visando à recuperação da economia municipal com o devido controle de avanço da pandemia da covid-19.

Pelo decreto, fica autorizada a abertura de lojas, estabelecimentos comerciais e espaços de prestação de serviços enquadrados (as) nos seguintes incisos:

I- Atividades de informação, comunicação, agências de Publicidade, design e afins;

II- Salão de Beleza, barbearias e afins;

III- Papelarias, Bancas de Revistas;

IV- Lojas de produtos de climatização;

V- Lojas de bicicletas e acessórios;

VI- Lojas de vestuário;

VII- Armarinho;

VIII- Lojas de móveis, eletrodomésticos e colchões;

IX- Lojas de departamento e magazines (que não funcionem em Shoppings ou Centros Comerciais), com exceção do Mercado público;

X- Agências de Turismo;

XI- Calçados;

XII- Lojas de brinquedos, artigos esportivos e de caça e pesca;

XIII- Instrumentos musicais e acessórios; equipamentos de áudio e vídeo e Lojas de eletrônicos/informática e equipamentos de telefonia e comunicação;

XIV- Joalherias, relojoarias, bijuterias e artesanatos;

XV- Lojas de cosméticos e perfumaria.

XVI- Restaurantes; Lanchonetes e Food-Parks, inclusas as desenvolvidas em Praças de Alimentação e os quiosques localizados na ilha de Santana;

XVII-Academias de ginástica, box de crossfit, estúdios de pilates e afins.

Procurada pela reportagem através de sua assessoria de comunicação, a Prefeitura Municipal de Parnamirim informou que até o momento ainda não definiu se irá seguir o plano estadual ou se também vai autorizar a abertura gradual mediante decreto municipal.

Embora vá de encontro ao decreto estadual e plano de retomada estadual, a decisão de reabertura gradual da economia em Natal, Mossoró e Caicó ampara os lojistas contemplados nos respectivos decretos a reabrirem seus estabelecimentos, desde que respeitem as condições sanitárias determinadas por cada município.

Tags: Cidades Saúde
A+ A-