Integrantes do MST fecham rodovias federais em Ielmo Marinho e João Câmara

Manifestações interrompem fluxo de veículos nas BRs 304 e 406 na manhã desta segunda-feira.

Rafael Araújo,
Reprodução/Redes sociais
Integrantes do Movimento Sem Terra realizaram um protesto contra a violência no campo interditando vias na manhã desta segunda-feira.
Manifestantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) fecharam trechos de duas rodovias federais na manhã desta segunda-feira (9), nas cidades de Ielmo Marinho, na Grande Natal e João Câmara.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), os integrantes do MST fecharam às rodovias 304 e 406 a partir das 8h. A BR 304 foi nterditada no km 273, após a entrada de Ielmo Marinho, enquanto a 406 foi fechada no KM 105, em João Câmara.

A interdição é um protesto nacional do MST, contra a violência no campo e também como uma homenagem ao dia internacional da mulher.

Após receberem a informação sobre os bloqueios, equipes da PRF se deslocaram até os locais para garantir a liberação das vias.

MSTbloqueiarodoviaIelmoMarinho

Manifestações ocorrem em todo o país

As mulheres sem terra ocuparam o Ministério da Agricultura em Brasília. A mobilização conta com a participação de 3500 trabalhadoras Sem Terra de 24 estados e integra a Jornada Nacional de Lutas das Mulheres Sem Terra.

De acordo com o MST, durante a ação, as trabalhadoras denunciam a realização de uma distribuição de titularidades individuais dos lotes de terra para os assentados de reforma agrária, a chamada titularização das terras, que visa a privatização das áreas; os cortes nos investimentos públicos; e a liberação desenfreada de agrotóxicos pelo governo Bolsonaro.

Tags: Cidades
A+ A-