Funcionários dos Correios votam pela continuidade da greve

Estão em greve 25% do efetivo geral e 80% do efeito da área operacional, prejudicando assim, o setor de entregas de correspondências e cargas.

Gabriela Duarte,
Em Assembléia realizada na manhã desta segunda-feira (17), na agência da avenida Rio Branco, os funcionários dos Correios votaram pela continuidade da greve. Eles alegam que até o momento a empresa não apresentou nenhuma contraproposta que atendam às suas reivindicações.

Os grevistas não aceitaram a proposta da diretoria de um abono de 400 reais e  da inclusão dos pais dos funcionários no plano de saúde. “Vamos continuar em greve por tempo indeterminado. A categoria votou pela continuidade da greve porque até agora a empresa não nos apresentou nenhuma contraproposta plausível”, disse Moacir Soares, presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Empresa de Correios e Telégrafos do Rio Grande do Norte (Sintect).

Questionado sobre a quantidade de funcionários em greve, ele disse que 25% do efetivo geral está parado, e 80% do efetivo da área operacional encontra-se em greve, prejudicando o setor de entregas.

Os funcionários dos Correios estão em greve desde a última quarta-feira (12). Eles pedem uma reposição salarial de 47,77%, um aumento líquido de 200 reais no salário dos trabalhadores, adicional de periculosidade e melhores condições de trabalho.
A+ A-