Funcionários dos Correios deflagram greve a partir da meia-noite

Presidente do Sindicato, Moacir Soares, informou que decisão foi tomada antes mesmo da audiência realizada na noite desta quarta-feira (12).

Thyago Macedo,
A assembléia para discutir as reivindicações dos servidores dos Correios começou agora a pouco, mas segundo o presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Empresa de Correios e Telégrafos (Sintect-RN), Moacir Soares, a greve já é fato consumado. “A partir da meia noite desta quinta-feira (13) cruzaremos os braços”, declarou.

A Empresa de Correios e Telégrafos tem 1.350 funcionários no Rio Grande do Norte. Os servidores da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) estão reunidos na noite desta quarta-feira (12) na Avenida Mário Negócio para votar o indicativo.

Eles reivindicam reajuste salarial de 47,77% e aumento real de R$ 200 nos salários. A contrapartida oferecida pelos Correios e rejeitada pela categoria foi de aumento de 3,74% nos salários, R$ 0,56 centavos no vale-refeição e R$ 3,37 na cesta-básica.

Além disso, Moacir Soares afirmou que a categoria também luta pela contratação de novos funcionários para reforçar o efetivo. Os serviços mais prejudicados com a paralisação serão os prestados pelo setor de distribuição e o atendimento ao público.
A+ A-