Ex-presidente da Câmara de Canguaretama é alvo de mandado busca e apreensão

Operação aconteceu na manhã desta sexta-feira, no distrito de Catu, zona rural do Município.

Da redação,

vereadora_canguaretama_370A Justiça executou na manhã desta sexta-feira (3), com apoio da Polícia Militar, um mandado de busca com o intuito de apreender documentos e arquivos de computadores que estavam em posse da ex-vereadora e presidente da Câmara Municipal de Canguaretama, Wilinhene Cristina da Silva, conhecida como "Irmã Lila". O mandado foi expedido pela juíza da Comarca de Canguaretama, Daniela do Nascimento Cosmo.

Dentre os itens requeridos no mandado de busca estão relatórios, notas fiscais, folhas de ponto de funcionários, balanços contábeis, processos licitatórios e contratos administrativos referentes aos anos de 2019 e 2020, além de CPU's de computadores com arquivos do período de atuação da ex-gestora legislativa.

Irmã Lila foi presidente da Câmara de Canguaretama de 2018 a 2020. Inicialmente, a Justiça enviou a notificação oficial pelos Correios, mas não obteve o destinatário. Em seguida, houve um protocolo aberto pela Federação das Câmaras Municipais do Estado do RN (Fecam) para que a ex-vereadora se pronunciasse, fato que foi negado.

Após isso, um Oficial de Justiça foi até a residência de Irmã Lila e entregou a notificação com um prazo de até 10 dias úteis para a entrega da documentação.

Tags: Canguaretama Irmã Lila
A+ A-