Diário de Natal comunica fim da versão impressa

Jornal mais antigo em circulação na capital potiguar anuncia dedicação apenas a versão online.

Equipe Nominuto.com,
Reprodução
O Diário de Natal anunciou, através de um comunicado no rodapé na capa da edição de terça-feira (02), que o jornal impresso sairá de circulação e que agora o Diário de Natal se dedicaria apenas à versão online e às rádios que pertencem ao grupo. De acordo com a equipe, isso faz parte do acordo do programa de reestruturação das atividades empresariais.

No comunicado, a equipe agradece aos colaboradores, parceiros e ao povo potiguar pela atenção aos veículos da empresa durante muitos anos.

O jornal, que pertence ao grupo Diários Associados, foi fundado em 18 de setembro de 1939. Era o impresso mais antigo em circulação na capital potiguar. Já O Poti, edição dominical do Diário de Natal, foi criado em 29 de julho de 1954 e inicialmente circulava durante as manhãs, enquanto o Diário de Natal circulava à tarde. Somente em 1958 que O Poti passou a ser publicado aos domingos.

DN foi o celeiro de grandes jornalistas da cidade do Natal nesses 73 anos de vida. Alguns funcionários afirmaram nas redes sociais que a notícia foi inesperada. Confira o comunicado na íntegra:

O Jornal Diário de Natal, a partir desta data, deixa de circular em sua versão impressa. De acordo com o programa de reestruturação das nossas atividades empresarias do Rio Grande do Norte, vamos priorizar e ampliar a nossa versão eletrônica.

Nesse sentido, estamos dando mais ênfase à internet e também às rádios. Tal decisão, aliás, se enquadra na tendência, de amplitude internacional, de se alargar, cada vez mais, as opções eletrônicas, graças aos formidáveis avanços tecnológicos. Aproveitamos a oportunidade para agradecer aos nossos colaboradores, aos parceiros e ao povo potiguar pela atenção que têm dispensado aos nossos veículos, ao longo de muitos anos.

Natal, 02 de outubro de 2012

Diário e Emissoras Associados


A+ A-