Cosern retira 120 quilos de fios irregulares de telefonia, TV a cabo e internet em Natal

Operação vai ser repetida em todas as regiões do estado nas próximas semanas.

Da redação, Cosern,
Divulgação/Cosern
Ordenamento também reduz a poluição visual nas ruas, previne desgastes nos postes e identifica possíveis ligações clandestinas de energia.

A Cosern deu início neste final e semana a uma operação de ordenamento de fios e cabos irregulares de telefonia, TV a cabo e internet de empresas que compartilham seus serviços com os postes da distribuidora.

A ação começou por Natal, contou com a colaboração das empresas responsáveis pelos serviços compartilhados, e somente no primeiro dia foram identificados e retirados 120 quilos de material irregular ao longo de 14 quilômetros da rede elétrica entre o Forte dos Reis Magos, a Via Costeira e a avenida Engenheiro Roberto Freire.

“O principal objetivo da operação é reforçar a segurança com a população - o valor mais importante para a Cosern e para o Grupo Neoenergia”, diz Júlio Giraldi, Superintendente de Relacionamento com Clientes da Cosern. “Estamos empenhados também em reduzir a poluição visual, evitar o desgaste das nossas estruturas e identificar possíveis ligações clandestinas de energia”, complementa Júlio.

PostesdaCosern

A Operação de ordenamentos de fios e cabos compartilhados vai se repetir em outros pontos da capital e em cidade de todas as regiões do estado nas próximas semanas.

A população pode colaborar, enviando relatos de onde haja possíveis irregularidades em fios e cabos de telefonia e internet por meio do telefone 116 ou do WhatsApp (84) 3215-6001.

Números da operação de ordenamento em 2020

Nos primeiros nove meses de 2020 a Cosern inspecionou cerca de 31 mil postes a partir de projetos apresentados pelas empresas de telecomunicações em todas as regiões do estado. Além disso, as ações da concessionária foram no sentido de conscientizar as empresas de telecomunicações sobre a importância de evitar as irregularidades. Um exemplo pôde ser visto durante o Carnaval de 2020, quando as remoções de fiação indevidas contribuíram na prevenção de ocorrências durante os festejos.

Apreensaodefiosirregulares

As possíveis irregularidades identificadas pela Cosern durante a fiscalização são tratadas de duas formas:

1.   Não havendo risco imediato de segurança, a Cosern enviará um comunicado às empresas para que elas regularizem a situação no prazo máximo de 30 (trinta) dias;

2.  Nos casos em que forem identificados pontos de fixação ou equipamentos instalados à revelia da Cosern ou cabos que possam causar risco à segurança, tanto da população quanto ao fornecimento de energia (como fios descascados ou rompidos, vão baixo, repetidoras, mão francesa, cabos descumprindo as distâncias de segurança, etc.), a instalação irregular será retirada pela Cosern imediatamente.

Tags: Cidades Cosern
A+ A-