Caern realiza testes no abastecimento do município de São Miguel

Cidade, devido à crise hídrica, estava há seis anos sem fornecimento de água através da Companhia.

Da redação, Caern,
Ascom/Caern

Mais que um sonho, um serviço essencial que em poucos dias volta às torneiras de aproximadamente 24 mil micaelenses. O Governo do Estado, através da Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern), está realizando os testes para retomar o abastecimento de São Miguel, no Alto Oeste. A cidade, devido à crise hídrica, estava há seis anos sem fornecimento de água através da Caern.

A Companhia concluiu uma nova adutora, com 3 km de extensão, para captar água no Açude Bonito. Devido às chuvas na região, o manancial está atualmente com 27% de sua capacidade de acordo com medições do Instituto de Gestão das Águas do RN (Igarn). A Estação de Tratamento de Água (ETA) e as três Estações Elevatórias de Água (EEA) foram totalmente recuperadas com renovação de todos os equipamentos. Foram investidos cerca de R$ 3 milhões pelo Governo do Estado através da Caern.

Na noite desta quarta-feira (15), foi comemorada pela equipe da Caern a chegada da água até o reservatório da cidade. “A cada etapa que vamos vencendo para abastecer o município é uma conquista enorme para nós”, afirma Odair Rêgo, gerente da Regional Alto Oeste da Caern. Como já previsto, o bombeamento precisou ser interrompido, pois, devido ao tempo que a rede esteve sem uso, a tubulação apresentou vazamentos. Assim, neste momento a Companhia trabalha na correção e em ajustes operacionais no Sistema de Abastecimento de Água (SAA) de São Miguel.

A previsão da Caern é que o fornecimento de água para a população ocorra até o fim do mês. Além disso, a água que está sendo usada nos testes é bruta, sem o prévio tratamento, assim, caso algum imóvel venha a receber o líquido não deve fazer consumo do mesmo. A orientação para a população é que utilize este período para fazer os reparos necessários nos reservatórios de seus imóveis. 

“Para Caern foi uma obra, mas para a população foi o retorno de um bem fundamental para dignidade e para o bem-estar social. Essa foi uma obra que teve o esforço de várias pessoas e todas vibram com a cidade de São Miguel. Agora vamos reunir esforços para retomar o abastecimento da cidade Paraná, a última cidade do Alto Oeste em colapso”, afirma Roberto Linhares, Diretor Presidente da Caern.
 
“Estamos muito satisfeitos com a volta da água para as torneiras, durante esse período comprávamos água e não saía barato, consumia por mês 5 mil litros de água, o que custava R$100. Agora com a água encanada vai melhorar e sair bem mais barato, eu pagava a tarifa mínima que na época era R$35 por 10 mil litros”, explica Nailsa Silva, moradora de São Miguel.

Tags: abastecimento Caern São Miguel testes
A+ A-