Bombeiros alertam para risco de quedas de árvores diante de chuvas

Populares devem, de forma imediata, acionar a corporação através do 193.

Da redação, CBM,
Divulgação/Corpo de Bombeiros

O Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio Grande do Norte (CBM) já atendeu 59 ocorrências relacionadas a árvores somente nos primeiros 40 dias deste ano em Natal e região metropolitana. Os militares são acionados para vistoriar as mais antigas, cortar aquelas com risco de desabar e remover as que já haviam caído.

Segundo o Corpo de Bombeiros, é nessa época do ano que aumenta consideravelmente a quantidade de ocorrências de árvores que oferecem algum risco de cair sobre as casas ou nas ruas, o que requer um cuidado redobrado. Por isso, ao constatar que uma árvore pode cair, a pessoa deve de forma imediata acionar a corporação através do 193.

“O mais indicado a ser feito, com a chegada do inverno, é a poda (remover galhos inúteis), pois ela se faz necessária para evitar incidentes. O objetivo principal das podas é evitar os riscos de queda das árvores. A poda é um serviço essencial para que as árvores possam se desenvolver no ambiente urbano”, disse o capitão Rafael Barreto, comandante da Sessão Independente de Defesa Ambiental (Sidam).

Ainda segundo o capitão, é preciso que a população entenda que o CBM só atende ocorrências em que realmente a árvore ofereça um perigo iminente para a sociedade. Caso contrário a prefeitura municipal deve ser acionada. “Se a árvore já estiver caída, obstruindo vias e causando riscos a integridade física de pessoas, os bombeiros eliminam o risco, ficando, nos dois casos, a responsabilidade da limpeza do local pelo órgão municipal competente. Já nos casos em que envolva energia elétrica, também é necessário a presença da empresa de fornecimento elétrico”, finalizou.

Tags: chuvas Corpo de Bombeiros quedas de árvores
A+ A-