Atendimento a pacientes de ortopedia do interior continua suspenso

Mesmo com a suspensão o movimento é considerado tranqüilo nos corredores do Hospital Walfredo Gurgel.

Thyago Macedo,
Gabriela Duarte
Nove pacientes aguardavam atendimento nos corredores do Walfredo nesta sexta-feira
Depois da suspensão de três hospitais ao atendimento pelo SUS dos serviços de trauma-ortopedia, o movimento nos corredores do Hospital Walfredo Gurgel tem sido considerado tranqüilo, pelo menos nesta sexta-feira (7), primeiro dia do feriadão. Nesta manhã, nove pessoas se concentravam na fila a espera do atendimento ortopédico cirúrgico.

De acordo com a diretora da Unidade de Gerenciamento de Vaga do HWG, a médica Rosângela Correia, “no total, 54 pessoas aguardam no sistema para serem encaminhadas, dessas, três foram encaminhadas nesta sexta (7).”

A decisão, que envolve os hospitais Itorn, Médico-Cirúrgico e Memorial, passou a valer a partir das 18h da quarta (5). Os serviços de trauma-ortopedia nestas unidades de saúde estão suspensos apenas para os pacientes do interior.

Rosângela explicou que essas 54 pessoas que aguardam no sistema são “tanto do interior quanto da capital”. Segundo a médica, o atendimento a pacientes da capital acontecem normalmente. Ela afirmou ainda que boa parte dessas pessoas aguardam atendimento em suas casas.

“Essas apresentam fraturas mais leves e os médicos pedem para aguardar em casa”, informou. Rosângela Correia disse ainda que os pacientes do interior têm reclamado, “mas nós médicos estamos reclamando muito mais”.
A+ A-