Agentes saem da frente do prédio do prefeito Carlos Eduardo depois de acordo

Eles só resolveram sair quando o secretário-adjunto do gabinete civil, Tertuliano Pinheiro, informou que o prefeito se pronunciaria nesta sexta-feira (19).

Karla Larissa,
Júlio Pinheiro
Agentes protestaram em frente caso do prefeito para conseguir audiência.
Os agentes de saúde e endemias do município saíram agora há pouco da frente da residência oficial do prefeito Carlos Eduardo, em Areia Preta, onde estavam acampados desde o início da tarde desta quinta-feira (18), depois que souberam que o chefe do Executivo municipal não iria à Prefeitura, onde nesta manhã, os grevistas realizaram manifestação para tentar conseguir uma audiência.

Eles só resolveram sair quando o secretário-adjunto do gabinete civil, Tertuliano Pinheiro, informou que falaria com o prefeito e que nesta sexta-feira (19), Carlos Eduardo apresentaria uma resposta. Para garantir, às 8h, os agentes voltam a acampar em frente à sede do poder municipal.

Os manifestantes ficaram em frente à Prefeitura até por volta das 10h, quando tiveram a informação de que o prefeito estaria em uma secretaria municipal, em Candelária. Em dois ônibus, eles foram ao encontro de Carlos Eduardo, mas novamente foram informados de que ele não estaria no local indicado, mas sim em casa, onde chegaram próximo do meio-dia.

De acordo com Márcio Yvanncy, os agentes querem pelo menos a definição de audiência para uma negociação. “Não temos o intuito de estar parado”, finaliza.

Os agentes de saúde estão em greve há 10 dias e reivindicam o retorno do abono no valor de 50 reais, que foi retirado quando a Prefeitura atendeu ao pedido da última greve de equiparação salarial.
A+ A-